Pênalti perdido no Allianz e descontrole emocional na Vila: os pecados do Palmeiras na final

O Santos é o campeão paulista de 2015. O Alvinegro Praiano derrotou o Palmeiras na Vila Belmiro por 2 a 1 (gols de David Braz e Ricardo Oliveira, com Lucas descontando) e deixou o  placar agregado em 2 a 2. Nas cobranças de pênaltis, Rafael Marques e Jackson perderam para o Verdão e o Peixe faturou o torneio com uma vitória por 4 a 2.

Semana passada escrevi um texto aqui no Torcedores.com em dizia que o pênalti perdido por Dudu no primeiro jogo poderia fazer a diferença na partida de volta (relembre aqui). E realmente aquela cobrança para fora fez falta, pois a vitória por 2 a 0 no Allianz Parque e a derrota por 2 a 1 neste domingo daria o título ao alviverde. Essa situação mostra ao Palmeiras e a outras equipes que cobranças de pênaltis devem ser levadas mais a sério por jogadores e técnicos, especialmente em finais de campeonato.

Outro fator que pesou contra o Palmeiras no jogo de volta foi o descontrole emocional da equipe. Dudu, antes de ser expulso pelo árbitro Guilherme Ceretta de Lima, já havia levado o cartão amarelo e dado outras entradas violentas em jogadores santistas. Gabriel também bateu bastante e poderia ter sido expulso no segundo tempo. Já o zagueiro Victor Ramos foi infantil ao dividir uma jogada com a sola da chuteira, sendo que já tinha cartão amarelo, e foi expulso justamente.

O Santos foi superior o jogo todo. Se preocupou apenas em jogar futebol e construiu seus gols. No fim, a decisão por pênaltis acabou sendo justa, já que cada time foi superior em um jogo. O Peixe mostrou maior tranquilidade e pontaria nas cobranças, faturando seu 21º título paulista.

Ao torcedor palmeirense fica o orgulho de um time recém-formado que chegou em uma final de campeonato onde eliminou seu maior rival e foi vice-campeão nos pênaltis. E perspectivas positivas para um Campeonato Brasileiro melhor que o de 2014, quando escapou do rebaixamento na última rodada.

Foto: Agência Palmeiras



Jornalista formado pela Universidade do Sagrado Coração (USC) de Bauru-SP. Meu esporte preferido é o futebol, mas também gosto de outros esportes olímpicos. Torcedor do Palmeiras.