Sai, Zica! Em Munique, Bruno Soares conquista primeiro título no ano

Nessa segunda-feira, Bruno Soares pôde, enfim, comemorar o primeiro título na temporada 2015. O mineiro e o austríaco Alexander Peya conquistaram o ATP 250 de Munique, disputado no saibro, ao derrotarem na final os irmãos alemães Alexander e Mischa Zverev por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/1 e 10/5, após 1h10 de duração. A partida começou no domingo, mas foi interrompida em 1/1 ainda na primeira parcial por causa do mau tempo e só teve continuação hoje pela manhã.

LEIA MAIS:
Dubai tem projeto para construir a primeira quadra subaquática do mundo

“Foi uma semana muito dura devido ao tempo, mas foram as mesmas condições para todos. Quando entramos na quadra essa manhã, as condições estavam boas para jogar. Tivemos uma chave bem difícil, mas atuamos muito bem”, disse Soares, que formou com Peya a parceria cabeça de chave número 1 em Munique.

O troféu pode ser um alento ao jogador de Belo Horizonte, que não obteve resultados expressivos nos primeiros 10 torneios da temporada. As quatro vitórias em Munique o deixam com o retrospecto momentâneo de 16 triunfos em 26 jogos.

No ranking, Soares é o atual 15º melhor duplista do mundo, o segundo melhor brasileiro na atualidade, superado apenas por Marcelo Melo, que está em 3º lugar. Na temporada, a parceria de Bruno e Peya ocupa o 11º lugar, com pouco menos de 300 pontos de desvantagem para o top 8, faixa que classifica as melhores duplas para o ATP Finals de Londres, em novembro.

Este foi o 11º título de Peya/Soares, dupla que não vencia um torneio há quase nove meses (Masters 1000 do Canadá, em agosto). No piso lento, o jejum era maior: os dois não erguiam uma taça desde o ATP 500 de Barcelona, em abril de 2013. O mineiro de 32 anos agora tem 19 canecos, além de dois títulos de Grand Slam em duplas mistas nas edições de 2012 e 2014 do US Open.

Veja todos os títulos de Bruno Soares no circuito da ATP:

2008 – ATP 250 de Nottingham (Grã-Bretanha) – grama – com Kevin Ullyett (ZIM)
2009 – ATP 250 de Estocolmo (Suécia) – piso rápido indoor – com Kevin Ullyett (ZIM) 
2010 – ATP 250 de Nice (França) – saibro outdoor – com Marcelo Melo (BRA)
2011 – ATP 250 de Santiago (Chile) – saibro outdoor – com Marcelo Melo (BRA)
2011 – Brasil Open (Brasil) – saibro outdoor – com Marcelo Melo (BRA)
2012 – Brasil Open (Brasil) – saibro indoor – com Eric Butorac (USA)
2012 – ATP 250 de Kuala Lumpur (Malásia) – piso rápido indoor – com Alexander Peya (AUT)
2012 – ATP 500 de Tóquio (Japão) – piso rápido indoor – com Alexander Peya (AUT)
2012 – ATP 250 de Estocolmo (Suécia) – piso rápido indoor – com Marcelo Melo (BRA)
2012 – ATP 500 de Valência (Espanha) – piso rápido indoor – com Alexander Peya (AUT)
2013 – ATP 250 de Auckland (Nova Zelândia) – piso rápido outdoor – com Colin Fleming (GBR)
2013 – Brasil Open (Brasil) – saibro indoor – com Alexander Peya (AUT)
2013 – ATP 500 de Barcelona (Espanha) – saibro outdoor – com Alexander Peya (AUT)
2013 – ATP 250 de Eastbourne (Grã-Bretanha) – grama – com Alexander Peya (AUT)
2013 – Masters 1000 de Montreal (Canadá) – piso rápido outdoor – com Alexander Peya (AUT)
2013 – ATP 500 de Valência (Espanha) – piso rápido indoor – com Alexander Peya (AUT)
2014 – ATP 250 de Queen’s (Grã-Bretanha) – grama – com Alexander Peya (AUT)
2014 – Masters 1000 de Toronto (Canadá) – piso rápido outdoor – com Alexander Peya (AUT)
2015 – ATP 250 de Munique (Alemanha) – saibro outdoor – com Alexander Peya (AUT)



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.