São Paulo vence Cruzeiro com gol de Centurión no finalzinho; Assista ao lance

O São Paulo martelou, martelou, martelou o Cruzeiro e, já no apagar as luzes, aos 37 do segundo tempo, conseguiu marcar um gol e derrotar o rival, no primeiro jogo entre os dois nas oitavas-de-final da Libertadores, no Morumbi.

LEIA MAIS:
Ceni comemora bom público e critica falhas na finalização do São Paulo

O time da casa, impulsionado pela sua torcida, que quebrou o recorde de público no futebol brasileiro em 2015, foi pra cima desde o início do jogo. Logo aos 7 minutos, o mesmo Centurión, herói da noite, obrigou Fábio a buscar uma cabeceada no cantinho e evitar que o placar fosse aberto logo de cara.

Aliás, não foram poucas as vezes em que o goleiro cruzeirense teve que trabalhar. Ao longo da partida, o arqueiro do time mineiro fez, pelo menos, cinco defesas importantes, a maioria delas em finalizações de cabeça do time Tricolor, com Centurión e também Alexandre Pato.

O gol do São Paulo, marcado pelo argentino, cujo apelido dentro do elenco é “Gringo”, saiu após o lateral-direito Bruno arrancar pela direita, tabelar com Souza e cruzar no segundo pau, onde o artilheiro da noite estava sozinho e deu um peixinho, no cantinho de Fábio, que ainda tocou na bola, quase evitando, mais uma vez, a abertura do placar.

Com o resultado, o time do Morumbi pode até empatar na semana que vem, em Belo Horizonte, que se classifica às quartas-de-final. Caso o resultado seja o mesmo de hoje, a favor da Raposa, a decisão irá para os pênaltis e se o Cruzeiro vencer por dois de diferença, se classifica.

Ainda há a possibilidade de o São Paulo passar de fase perdendo por um gol de diferença, mas marcando pelo menos um, já que na Libertadores há o critério do gol fora de casa como critério de desempate.

Assista ao gol de Centurión:

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 x 0 CRUZEIRO

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 6 de maio de 2015, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Carlos Amarilla (PAR)
Assistentes: Eduardo Cardozo (PAR) e Milciades Saldivar (PAR)
Cartões amarelos: Mayke, Manoel e Henrique (Cruzeiro); Denilson e PH Ganso (São Paulo)
Público: 66.369 pessoas (total)
Renda: R$ 3.672.805,00
Gols: SÃO PAULO: Centurión, aos 37 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Bruno, Rafael Toloi, Lucão e Reinaldo; Denilson, Souza e Ganso; Wesley (Boschilia), Centurión (Rodrigo Caio) e Alexandre Pato
Técnico: Milton Cruz

CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Léo, Manoel e Mena; Willians, Henrique, De Arrascaeta e Marquinhos; Willian (Gabriel Xavier) e Leandro Damião (Joel)
Técnico: Marcelo Oliveira

Foto: Divulgação / São Paulo FC


Tudo o que preciso é um papel e uma caneta. Apaixonado por esportes desde 1900 e bolinha: de futebol, basquete, tênis, rugby...