Técnico do Coritiba reconhece qualidade do adversário e pede desculpas a torcida

Após o jogo contra o Operário, o técnico Marquinhos Santos concedeu entrevista coletiva e comentou sobre a mudança minutos da etapa complementar quando abriu totalmente o time colocando os atacantes Wallyson e Keirrison nas vagas de Wellinton e do volante João Paulo. O comandante do Coxa-Branca também pede desculpas ao torcedor pela perda do título.

LEIA MAIS:
Luxemburgo valoriza triunfo diante do Icasa e critica preço alto de ingressos

“Quero pedir desculpas ao torcedor do Coritiba, gostaria de entregar esse título a eles. Dói, machuca, não tem culpados, seria fácil apontar para um ou para outro, mas assumo a responsabilidade que me cabe como líder neste momento de decisão. Foram 135 minutos em que não alcançamos um gol e não tinha outra a alternativa, tínhamos que nos expor. Sigo aquilo que foi trabalho e méritos ao Operário”, comentou.

Desde o início da temporada, o comandante deixou claro que o campeonato paranaense será utilizado como preparação para a Série A do Brasileirão e Copa do Brasil. Marquinhos lamenta a perda do título, para a equipe de Ponta Grossa.

“No futebol a memória é muita curta. Usaríamos o Paranaense como preparação, mas claro que queríamos ganhar. O grupo está de parabéns formado por homens e até o final trabalharam, mas nesses dois jogos nós não fomos felizes, claro que o torcedor sai chateado e sai ‘atirando’ para culpados”, disse.

Mesmo batendo na tecla de que os principais objetivos do ano são as competições nacionais, Marquinhos Santos ressalta que o Campeonato Paranaense foi utilizado para ter a “Consciência” de que será necessário para o restante da temporada. O técnico ressalta a mudança e a reformulação, da equipe no início da temporada.

“Não é desculpas, mas é um discurso que vem do começo. Foram mudanças que aconteceram, saíram 17 atletas, 12 contratados e gera muitas dúvidas, porém, mantivemos um planejamento. O Coritiba, antes da primeira partida, era considerada a terceira ou quarta equipe para chegar na final por conta dessa reformulação. A competição foi parâmetro para nos dar consciência do que precisamos, mas enalteço a diretoria pela confiança”, declarou.

Foto: Divulgação/Coritiba



Radialista, Jornalista com passagens como correspondente pelo site italiano CalcioNews24.com e pelo Arena Rubro-Negra. Atualmente setorista do Fluminense e Futebol Sul-Americano no Torcedores.com