Medina, Mineirinho e Slater decepcionam e estão fora da etapa do Rio

Após a excelente performance de Filipe Toledo, que passou à quarta rodada no começo da manhã, Gabriel Medina e Adriano de Souza, o Mineirinho, decepcionaram e acabaram sendo eliminados do Rio Pro, quarta etapa do Circuito Mundial de Surfe e disputada na praia da Barra da Tijuca. Atual campeão mundial, Medina foi superado pelo havaiano Keanu Asing na última bateria, enquanto que antes Mineirinho, líder do ranking mundial, amargou queda para o neozelandês Ricardo Christie. Os algozes dos paulistas são curiosamente estreantes da elite da modalidade em 2015.

LEIA MAIS: 
Filipinho dá show em duelo brasileiro e avança no Rio com novo 360º; veja

Primeiro a entrar na água, Adriano de Souza percebeu logo no início do round 3 que enfrentaria dificuldades diante de Christie. O neozelandês conseguiu entrar num tubo e, após várias manobras, saiu na frente com a nota 8,67. Mineirinho reagiu com um aéreo, mas como a onda quebrou bruscamente, o paulista ficou com apenas 6,23.

Para piorar, Christie conseguiu em seguida outra excelente nota, 7,90, e ampliou a liderança para 16,57. O líder do ranking ficou pressionado e partiu com tudo atrás de impressionar os juízes. Mineirinho ainda conseguiu uma nota 7,67, tentou um novo 360º, porém não houve tempo para virar o marcador. Era o fim da linha para o campeão da etapa passada, em Margaret River.

“As condições estavam boas hoje, então criou-se uma certa expectativa. Queria ir muito bem, mas infelizmente não consegui avançar. Mantenho a cabeça em pé. Dou todo o crédito ao Ricardo (Christie), que foi melhor. Errei, tenho que pagar por isso, mas o ano é longo e tem muita coisa pela frente”, afirmou Mineirinho em entrevista à ESPN após deixar o mar carioca.

Adriano, que pretende chegar com antecedência a Fiji para a próxima etapa, revelou que não vai ‘secar’ o australiano Mick Fanning, segundo colocado e que pode tomar a ponta do brasileiro se vencer o Rio Pro. “O foco continua. Não vou ficar torcendo contra um surfista. Bola para frente. Terei bastante tempo para chegar em Fiji, umas duas semanas antes, e treinar”, completou Mineirinho, que somou 1.750 pontos com a campanha na etapa carioca.

Nova frustração
Na última bateria da 3ª rodada, Gabriel Medina entrou na água para desafiar o havaiano Keanu Aising com o apoio da torcida, que lotou a areia do Postinho. Apesar de começar atrás, o paulista de Maresias passou à frente com uma série de manobras que o deram a nota de 9,24. Só que a alegria do brasileiro durou pouco quando o havaiano emplacou um aéreo para somar 14,16 no total.

Medina ainda encostou no estreante da elite do WCT com notas 6,50 e 7.10, pontuando no total 13,60. Ao término da bateria, o atual campeão buscou pegar mais de 10 ondas, mas todo esforço não foi suficiente para evitar a eliminação na única etapa do campeonato em casa.

“Foi um dia difícil. (O mar) Estava com bastante correnteza, não consegui achar as ondas que observei antes, mas acontece. Queria ter ido mais longe, porque a torcida foi demais, nos apoiou muito desde o comecinho da semana. É bom surfar em casa, e estou triste por não ter retribuído esse carinho na água. Mas quando você perde, é mais fácil aprender do que quando vence. Agora é descansar com minha família e treinar para Fiji, onde adoro”, afirmou o paulista de 22 anos, que defende o título da próxima etapa do circuito.

Outras surpresas
Além da queda de Medina e Adriano de Souza, a lenda do surfe Kelly Slater também caiu. O 11 vezes campeão mundial foi surpreendido pelo australiano Matt Banting e deu adeus ao título do Rio Pro.

CONFIRA OS RESULTADOS DA 3ª FASE

1: John John Florence (HAV) 18,77 x 12,67 Adam Melling (AUS)
2: Filipe Toledo (BRA) 15,60 x 11,34 Wiggolly Dantas (BRA)
3: Kelly Slater (EUA) 6,70 x 10,80 Matt Banting (AUS)
4: Nat Young (EUA) 11,00 x 15,50 Ítalo Ferreira (BRA)
5: Sebastiean Zietz (HAV) 9,90 x 14,50 Jadson André (BRA)
6: Adriano de Souza (BRA) 13,90 x 16,57 Ricardo Christie (NZL)
7: Mick Fanning (AUS) 11,46 x 10,80 Dusty Payne (HAV)
8: Bede Durbidge (AUS) 12,73 x 10,77 Jeremy Flores (FRA)
9: Josh Kerr (AUS) 12,34 x 7,86 Kai Otton (AUS)
10: Taj Burrow (AUS) 11,94 x 15,60 Matt Wilkinson (AUS)
11: Owen Wright (AUS) 13,50 x 8,06 Adrian Buchan (AUS)
12: Gabriel Medina (BRA) 13,60 x 14,17 Keanu Asing (HAV)

Curtiu essa matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus. 

Foto: Divulgação/WLS



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.