Vila Belmiro: “arena” à moda antiga é o palco da final

Em tempos de estádios modernos e com nomes pomposos como Arena Corinthians e Allianz Parque, a Vila Belmiro pode ser considerada um dos pontos de resistência do futebol tradicional. Inaugurada há 99 anos – o primeiro jogo foi em 22 de outubro de 1916 –, a Vila Belmiro vai sediar no domingo (3) a decisão do Campeonato Paulista. Pouco importam os 15 mil lugares de capacidade: o estádio é a casa do Santos e ponto final.

Embora o Pacaembu até tivesse sido cogitado como casa santista na final do Paulista, contra o Palmeiras, o clube bateu o pé para atuar na Vila. “A atmosfera da Vila Belmiro é diferente. É a nossa casa. Acho que a Vila Belmiro tem aquele tempero da torcida perto. Nossos jogadores adoram jogar lá. Eles foram unânimes em escolher a Vila Belmiro”, explicou o técnico Marcelo Fernandes em entrevista ao “SporTV”.

Mesmo assim, não é de hoje que o Santos tenta “fugir” um pouco da Vila. O estádio é considerado pequeno, acanhado e até mesmo ultrapassado por boa parte dos alvinegros. Inúmeros projetos para a construção de um novo estádio, em Santos ou cidades vizinhas já foram levantados. Assumir o Pacaembu também foi uma possibilidade ventilada. Contudo, o clube segue firme e forte na Vila Belmiro.

Domingo, contra o Palmeiras, o estadio que é conhecido como por ser um alçapão pode ser determinante para mais um título paulista para o Santos. Apenas 1.350 ingressos foram disponibilizados para a torcida alviverde.

Crédito da foto: Divulgação



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.