3 lições que o Palmeiras aprendeu no clássico contra o SP

Palmeiras

A goleada foi acachapante! 4 a 0 em cima do São Paulo, no Allianz Parque. O resultado do jogo, no entanto, não é uma fotografia exata do começo da partida.

LEIA MAIS:
Figueirense acerta contratação de joia da base palmeirense

Alexandre Pato quase abriu o placar para os sãopaulinos. Mas bastou o Verdão abrir a vantagem para se sentir melhor em campo. E os gols foram chegando.

O que, de fato, o Palmeiras aprendeu no clássico?

1) Rafael Marques é o Rei dos Clássicos
O atacante palmeirense é infalível em clássicos. Foi importante contra o Corinthians, no jogo que eliminou os alvinegros do Paulista, e foi decisivo também pelo Brasileiro em Itaquera.

Contra o São Paulo, Rafael Marques já havia marcado pelo Estadual. Repetiu a dose no Nacional. Precisa repensar e tentar mantê-lo como titular.

2) Força da torcida
Marcelo Oliveira sentiu de perto o que é a força da torcida do Palmeiras. Foi a primeira sensação. Foi estreia. E que bela estreia.

3) O Allianz Parque já é conhecido
Os jogadores do Palmeiras já se habituaram ao Allianz Parque. E ficou perceptível isso no clássico. A formação que Marcelo Oliveira mandou à campo também favorece explorar todas as partes do campo.



Thiago Gomes é Administrador de Empresas. Trabalha com estratégias digitais e consultoria de e-commerce. É palmeirense e um apreciador do futebol, tanto nacional quanto internacional. Escreve para site esportivo desde 1996.