5 erros que o São Paulo não pode cometer no Choque-Rei

Érico Leonan / SãoPaulofc.net

A tarde de domingo promete! São Paulo e Palmeiras se enfrentam no Choque-Rei válido pela nona rodada do Campeonato Brasileiro 2015, às 16h, no Allianz Parque. Mesmo valendo a liderança para o Tricolor, o time comandado pelo técnico Juan Carlos Osório deve ficar atento a possíveis erros fatais!

LEIA MAIS
São Paulo encara o Palmeiras de olho na liderança do Brasileirão
Palmeiras x São Paulo: análise coloca Verdão como mais pressionado no clássico
Rogério Ceni: o “camisa 10 ao contrário” do São Paulo

Dia de clássico é sempre a mesma coisa: frio na barriga, mãos tremendo, unhas roídas… mas não para os jogadores do São Paulo! O nervosismo deve ficar apenas para os torcedores que acompanharão o clássico no Allianz Parque, pela televisão ou no rádio. Aliás, pensando nisso, listamos cinco erros que o Tricolor não pode cometer no Choque-Rei deste domingo se quiser se tornar o novo líder do Brasileirão 2015.

Sentimento de vingança – Esqueça isso, São Paulo! Todos sabem que aquele 3-0 no Paulistão foi feio. Bem feio mesmo. Mas o sentimento de revanche deve ficar apenas entre os torcedores. Profissionais, os jogadores devem entrar em campo sem lembrar que, num passado recente, perderam o jogo para o mesmo clube, no mesmo estádio. Se o time entrar em campo apenas pensando em “devolver” o placar, a chance de perder de novo é grande.

Pressão da torcida do Palmeiras – Jogar um clássico no Allianz Parque nunca é fácil. A torcida do Palmeiras está em êxtase com a nova arena e lota praticamente todos os jogos. Até a manhã da última sexta, por exemplo, mais de 26 mil ingressos já haviam sido comercializados. A expectativa é de casa cheia e o São Paulo não pode cair na pressão dos alviverdes, que com certeza vão lembrar do último 3-0 e provocarão muito os jogadores são-paulinos.

Provocação de Dudu – No último jogo entre as duas equipes, o atacante Dudu causou um estrago no sistema defensivo do São Paulo. Rápido e provocador, o camisa 7 do Palmeiras infernizou tanto que acabou causando a expulsão do zagueiro Rafael Tolói. Com um a menos, o Tricolor se desorganizou em campo e sucumbiu diante do rival. Dudu com certeza tentará desestruturar o emocional dos tricolores na tarde deste domingo. Cabeça no lugar, São Paulo!

Alas ofensivos demais – Bruno e Carlinhos costumam apoiar muito no ataque, mas devem tomar cuidado para não sobrecarregar a defesa. Além dos alas, Souza também costuma aparecer na área adversária como elemento surpresa. Tais ações poderão deixar Hudson e os zagueiros sobrecarregados nas rápidas investidas do contra-ataque palmeirense, principalmente pela esquerda com Egídio e Dudu.

Fominhas no ataque – Juan Carlos Osório sinalizou com a possibilidade de atuar com Pato e Fbauloso juntos no ataque. O que parece ser uma alternativa excelente, pode se tornar a ruína Tricolor se os atacantes não passarem a bola. Num passado recente, Alexandre Pato já se mostrou “fominha” ao não servir companheiros melhor posicionados. Luis Fabiano, centroavante nato, também costuma finalizar mais do que passar a bola. Os jogadores terão de encontrar um equilíbrio na partida se quiserem os três pontos no Allianz Parque.

Foto: Érico Leonan / SãoPaulofc.net