Opinião: desempenho da seleção mostra a decadência do futebol brasileiro

Futebol

Acompanho futebol desde o início da década de 1990, ou seja, a aproximadamente 25 anos vejo times fabulosos e medíocres. Isso inclui clubes e seleções.

Em todo este tempo, não me lembro de ver uma Seleção Brasileira tão frágil e descompromissada. Falta qualidade técnica, personalidade e compromisso com a história do futebol brasileiro.

Não temos técnico compatível com a nossa grandeza e os atletas convocados são fracos. Não há padrão tático; setores como defesa e ataque muito distantes (não há meio campo); e a fragilidade em todos os setores são nítidas.

O resultado disto tudo foi a campanha na última Copa do Mundo e nesta Copa América foi vexatória. A expectativa ainda é que a próxima Eliminatória seja a mais dificil de toda a história para o Brasil, que participou de todos os Mundiais até 2014.

A responsabilidade por este mau momento do futebol vem do alto escalão da CBF. Com diretores sendo investigações em processos de corrupção, não é dificil imaginar (ou ter certeza) a índole de cada um.

Os campeonatos nacionais e estaduais, organizados pela Confederações e pelas Federações, são de péssimo nível. Não temos um calendário adequado e os clubes vivenciam uma crise financeira que parece não ter fim.

Os erros começam na base. Com um péssimo trabalho feito com os aspirantes à craques, o mau futebol reflete quando esses se profissionalizam.

Enquanto o futebol brasileiro não ser comandado por pessoas de caráter integro, nós, amantes do futebol, continuareamos a sofrer com o mau futebol jogado em nossas novas – e caras – arenas e, principalmente, por nossa amada Seleção. Seleção esta que não é mais temida pelos adversários mais frágeis.

Foto: Getty Images



Jornalista formado em 2012, atuando na área desde 2010, com experiência em impresso e TV. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte em 2014. Apaixonado por futebol, sempre procurando novas formas de divulgar o esporte.