Brasil realiza campanha histórica e é bronze da Liga Mundial de polo aquático

Reprodução/CBDA

O final de semana foi de festa verde-amarela nas piscinas da Itália. A seleção brasileira masculina de polo aquático conquistou uma inédita medalha de bronze na Liga Mundial da modalidade, disputada em Bérgamo. Para chegar no pódio do torneio, o time brasileiro superou ninguém menos que a seleção dos Estados Unidos, duas vezes medalhista da Liga e tricampeã olímpica. No embate decisivo, disputado no último domingo (28), o Brasil sagrou-se vencedor nas penalidades, por 14 a 13, após um empate em dez gols no tempo normal.

O destaque da equipe brasileira na partida foi Bernardo Gomes, autor de quatro gols, sendo o último a sete segundos para o fim da partida. Com o resultado obtido no Velho Continente, a seleção, treinada pelo croata Rakto Rudic, seis vezes medalhista olímpico, deixou para trás a campanha realizada no ano passado, quando foi sétima colocada. Esta foi a primeira vez que o Brasil passou da fase de quartas de final.

Além disso, os resultados obtidos em cima de adversários tradicionais no esporte fizeram crescer o respeito pelo time brasileiro. Ao longo da Superfinal da Liga, o selecionado nacional superou países como a Croácia (17×10), atual campeã olímpica, a Austrália (9×8), semifinalista da Liga Mundial em 2014, além dos próprios Estados Unidos.

O próximo objetivo do Brasil é a conquista da medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos, que serão disputados em julho, em Toronto, Canadá. A única vez que o time subiu no lugar mais alto do pódio foi em 1963, em São Paulo.

Após a competição continental, o desafio será na Rússia, pelo Mundial de Desportes Aquáticos.

Crédito da foto: Reprodução/Site CBDA



Jornalista graduado pela Universidade Federal de Viçosa. Tem no esporte uma "paixão não correspondida", já que a habilidade trai na hora de praticar. Se jogar não é o forte, por que não falar sobre?