Carreira de Julio César na seleção teve títulos, mas também marcas negativas

Foto: Divulgação

O goleiro Julio César surgiu nas categorias de base do Flamengo e logo se credenciou a ocupar a meta da seleção brasileira. Foram oito anos no time rubro-negro e outros dez anos na seleção.

LEIA MAIS:
Mercado da bola: Al Nasr ganha briga com Fluminense e contrata Marquinho da Roma

Pelo clube carioca, foram conquistados três títulos cariocas, uma Copa dos Campeões e uma Copa Mercosul. Sendo que, rapidamente, tornou-se um dos ídolos da torcida pela dedicação, raça e liderança que tinha abaixo do gol do Flamengo. Depois, brilhou com a camisa da Inter de Milão.

Seu auge aconteceu em 2009, quando a IFFHS colocou o Julio César como o terceiro melhor goleiro do mundo, perdendo apenas para Casillas e Gianluigi Buffon. Além, de ser nomeado para o Ballon d’Or no mesmo ano e foi o 21º atleta bem colocado.

Sua passagem pela seleção brasileira teve 87 partidas e três títulos conquistados com a camisa amarelinha. Uma Copa América, além de duas Copa das Confederações.

Pelo Flamengo foram 163 partidas, pela Internacionalize foram disputadas 300 jogos, já pelo Chievo foram 27 partidas e QPR foram 7 jogos e se transferiu para o Toronto, antes de se transferir para o Benfica.

Foto: Getty Images



Radialista, Jornalista com passagens como correspondente pelo site italiano CalcioNews24.com e pelo Arena Rubro-Negra. Atualmente setorista do Fluminense e Futebol Sul-Americano no Torcedores.com