Cinco momentos inesperados em que alguém gritou “Vai Corinthians”

Corinthians
Getty Images

Os boatos de que alguém teria gritado “Vai Corinthians” em um discurso do Barack Obama viralizaram na internet nesta quinta-feira. Mas há quem diga que a verdadeira frase dita foi “Bye Felicia”. Bom, o que importa é o que o vídeo causou na web e não é só na Casa Branca que aparece, possívelmente, alguém que grita o bordão mais usado pelos corintianos.

Na internet existem vários exemplos disso. O “Vai Corinthians” está por todos os lados, seja em partidas de tênis, manifestações, discussões com os amigos nos bares, nas peladas com os amigos… enfim tenha certeza de que qualquer lugar do mundo que você vá, sempre irá existir alguém exaltando essa frase.

Pensando nos boatos da última quinta-feira, o Torcedores.com pesquisou uma série de vídeos com os lugares mais inesperados para se falar “Vai Corinthians”.

Acompanhe:

Em um encontro de návios de cruzeiros, onde eles tocam com a busina a música “Seven Nation Army” da banda The White Stripes, um fã do Corinthians grita o famoso bordão. Assista:

 

A partida de tênis era uma das mais importantes. Em quadra estava ninguém menos que Novak Djokovic e Roger Federer e quando todo munod tinha que fazer silêncio para a concentração dos jogadores, eis que aparece uma voz de fundo: “Vai Corinthians”. Assista:

 

O ano muda, o duelo muda, mas a frase é a mesma. Além do bordão, Novak Djokovic também estava lá para ouvir mais um “Vai Corinthians”. Assista:

 

Em um duelo de UFC em Berlim, Makwan Amirkhani levou a melhor sobre o adversário e foi comemorar com a mãe e ouviu uma série de “Vai Corinthians”. Veja a cena:

 

O assunto era sério. Em 2011 rolou uma manifestação de estudantes da USP contra a Polícia Militar, mas alguém não se segurou e soltou o bordão mais conhecido do Brasil, “Vaai Corinthians”. Acompanhe a cena em 0:14:

* Curtiu esta matéria? Siga o autor no Twitter: @robertojsjunior



Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.