Dunga se desculpa por declaração sobre afrodescendentes em comunicado

convocação
Crédito da foto: Rafael Ribeiro/CBF

O técnico Dunga se envolveu em polêmica na tarde desta sexta-feira (26) em Concepción (CHI), na entrevista coletiva pré-jogo da seleção brasileira diante do Paraguai, pelas quartas de final da Copa América. Ele declarou que “é um afrodescendente, de tanto que apanhou”. A repercussão foi tão negativa da afirmação que o treinador se viu em uma situação bem desconfortável e pediu desculpas por meio de nota oficial no começo da noite.

LEIA MAIS
“Acho que sou um afrodescendente, de tanto que apanhei”, reclama Dunga, sobre críticos
Opinião: Dunga perdeu a chance de ficar calado

“Quero me desculpar com todos que possam se sentir ofendidos com a minha declaração sobre os afrodescendentes. A maneira como me expressei não reflete os meus sentimentos e opiniões”, diz o comunicado, publicado no site da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

“Nós éramos ruins com sorte. Os outros eram bons com azar (risos). Aquela seleção tinha uma cobrança de 40 anos sem ganhar uma Copa América, 24 anos sem ganhar a Copa do Mundo. Tudo que fazia era de ruim. Até acho que sou afrodescendente, de tanto que apanhei. Os caras olham e batem. Mesmo quando ganha, não vai satisfazer a todos. Mas é uma alegria, um orgulho defender o nosso país”, havia dito o comandante sobre a pressão de conquistas que a geração dele sofria nos anos 1990.

Crédito da foto: Rafael Ribeiro/CBF

* Curtiu esta matéria? Siga o autor no Twitter: @marciodonizete



Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Foi repórter colaborador e hoje é líder da comunidade de colaboradores juniores, plenos e seniores no site Torcedores.com.