Especial: “Patinho feio”, goleiros da Copa América também têm patrocinador

copa
Jefferson Bernardes/Vipcomm

O goleiro geralmente é o patinho feio quando o assunto é mídia e patrocinador. Atacantes, meias e muitas vezes jogadores de outras posições conseguem mais espaço e patrocinadores do que o camisa 1.

Mesmo os melhores goleiros de cada país têm poucos apoiadores. A comparação entre Jefferson e Neymar, por exemplo, é desleal.

A Copa América tem grandes goleiros, alguns deles defendes clubes gigantes na Europa, casos de Bravo, do Barcelona, e Ospina, do Arsenal, o que rendeu alguns acordos de patrocínio.

O Torcedores.com organizou um especial com a colaboração de Kadu Braga, Rafael Alaby, Thiago Jacintho e Glauco Costa e conta um pouco deste lado dos principais goleiros da competição sul-americana.

Confira:

Jefferson um craque banalizado pela posição de goleiro
Bom momento no Grêmio e ida à seleção ajudaram Marcelo Grohe a fechar um bom patrocínio
Ospina brilhou também fora dos campos como garoto propaganda
Cláudio Bravo: o goleiro chileno que fez sua carreira na Europa
Opinião: Sergio Romero nasceu para ser goleiro mesmo

Crédito da foto: Jefferson Bernardes/Vipcomm



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.