Japão vence Austrália em reedição de final asiática e avança no Mundial feminino

Reprodução/Twitter

A seleção japonesa venceu a Austrália por 1 a 0 e está classificada para as semifinais da Copa do Mundo feminina. O gol foi marcado por Iwabuchi aos 41 minutos do segundo tempo.

O jogo foi uma reedição da final da Copa da Ásia de 2014, onde as “Nadeshiko” venceram as cangurus pelo mesmo placar e levaram o título. As nipônicas enfrentarão o vencedor do jogo entre Inglaterra e Canadá nas semifinais.

O Japão começou dominando a partida, criando muitas jogadas pelo alto, enquanto que a Austrália ficava em seu campo de defesa. Aos sete minutos de jogo, a Nadeshiko veio pra cima e no primeiro lance de perigo da partida, Ohno recebeu lançamento de Kawasugi e quase encobriu a goleira australiana Williams.
Aos 10, as atuais campeãs do Mundial tinham 67% de posse de bola e começavam a tomar as rédeas da partida. Um minuto depois, a Austrália roubou bola no meio campo e lançou Simon entre as zagueiras japonesas, que travaram o chute da jogadora australiana dentro da área.

Mesmo com muitos erros de passe no meio campo, o Japão continuava a pressionar as australianas, que estavam bem fechadas na defesa e esperavam um erro da Nadeshiko para contra-atacar. A Austrália começou a sair um pouco mais do seu campo de defesa, porém cometia muitos erros na troca de passes.

Aos 21 do primeiro tempo, houve um erro na saída de bola da Austrália, a lateral direita Ariyoshi recebeu e cruzou para a atacante Ohno, que dentro da área, mandou para fora.

Cinco minutos mais tarde, a zaga japonesa perdeu a bola para Kerr perto da área e cometeu falta na veloz atacante australiana. Kennedy cobrou por fora da barreira e mandou a esquerda do gol da japonesa Kaihori.

Aos 32, outro lance de perigo: A capitã japonesa Miyama recebeu de Ohno, arriscou de fora da área e obrigou Williams a espalmar para fora.

O Japão ainda tinha 62% de posse de bola aos 35 da primeira etapa e as australianas não conseguiam sair da pressão imposta pelas nipônicas, que tinham finalizado seis vezes contra uma da seleção canguru. Aos 40 minutos, Sameshima bateu cruzado e Williams agarrou a bola com firmeza. Três minutos depois, Kerr saiu em velocidade, perdeu a bola no meio do campo e na sobra, Simon chutou de muito longe para Kaihori encaixar. Foi o último lance de perigo da primeira etapa.

Começou o segundo tempo e a Austrália tinha um pouco mais de posse de bola e tentava equilibrar o jogo. Aos oito minutos, Sakaguchi se enrolou sozinha com a bola, Van Egmond aproveitou o erro e passou para Kerr, que chutou no canto esquerdo de Kaihori, que agarrou a bola. Dois minutos depois, a australiana Gorry chutou de fora da área e a bola passou perto do travessão.

Aos 13 do segundo tempo, pelo lado direito do ataque, Kawasugi passou o pé sobre a bola e deu de calcanhar para Ariyoshi que cruzou para Miyama, de letra, mandar pra fora. No lance seguinte, Ogimi chutou de fora e a bola foi a esquerda de Williams.

Aos 17, a partida ficou mais ofensiva, com ambas as seleções buscando o gol, mas a Austrália tinha dificuldade para neutralizar as jogadas criadas pelas alas japonesas. O Japão mantinha o domínio sobre a posse de bola e insistia muito nas bolas aéreas, mas a zaga canguru é muito alta e levava vantagem em praticamente todos os cruzamentos.

Aos 39 do segundo tempo, Ogimi recebe cruzamento pelo alto e quase na pequena área, livre de marcação, manda a bola pra fora.

O gol das Nadeshiko saiu dois minutos depois: Após uma cobrança de escanteio, houve um “bate e rebate” dentro da área e Iwabuchi mandou pro gol vazio, após dividida da arqueira Williams com uma jogadora japonesa dentro da pequena área, 1×0.

No último lance da partida, a capitã australiana Van Egmond chutou de longe para a goleira Kaihori encaixar, depois disso a árbitra apitou o fim de jogo. Agora as campeãs mundiais aguardam o resultado do jogo entre Inglaterra e Canadá, para saber quem irão enfrentar nas semifinais.

Crédito da foto: Reprodução/Twitter