Rafael Marques não queria deixar o Botafogo: “O presidente que me vendeu”

Divulgação/Palmeiras

Um dos principais nomes do Botafogo no ano de 2013, o atacante Rafael Marques provocou surpresa quando, após ajudar o clube a se classificar para a Libertadores da América, deixou o Glorioso rumo ao futebol para chinês. Para muitos, os valores apresentado ao jogador pesaram na negociação, porém, não foi bem isso que aconteceu.

LEIA MAIS:
Presidente do Botafogo comenta relação do clube com a Globo
Edmundo critica a atuação de Ceni: “A gente vê até uma barriguinha saliente”

Em um evento publicitário ocorrido em São Paulo nesta segunda-feira, o atacante explicou como se deu a sua saída do Alvinegro carioca:

“Eu tenho um carinho muito grande pelo Botafogo e todos conhecem o meu futebol pela minha passagem pelo clube. Não fui eu que sai, o presidente que me vendeu. Nunca comentei o que aconteceu, mas fiquei muito chateado. Foi um ano que passei lá maravilhoso. Quando chegou a Libertadores, o presidente se desfez dos principais jogadores e da comissão técnica. Não fico triste com o Botafogo. Fica uma tristeza pelo presidente. Quando chegou a proposta, eles aceitaram. Quando eu soube o que aconteceu, não tinha mais clima para fica. Não tinha clima para ficar no lugar onde que o presidente não queria a minha permanência. Não dependia a minha vontade”, disse Rafael Marques, segundo o Jornal Extra.

No Palmeiras, Rafael Marques é o artilheiro da equipe no Campeonato Brasileiro com 4 gols marcados.

Foto: Divulgação/Palmeiras