Sede do Cruzeiro é alvo de vandalismo após derrota para o Coritiba

Reprodução/Twitter

A derrota do Cruzeiro para o Coritiba no domingo (28) não foi bem digerida pela torcida. Na madrugada desta segunda-feira (29), a sede administrativa da Raposa, em Belo Horizonte, amanheceu pichada.

LEIA MAIS:
Mercado da bola: Cruzeiro deve confirmar atacante Marinho nesta segunda

Além de atirarem pedras nos vidros do edifícios, os torcedores do Cruzeiro picharam as frases “Queremos jogador” e “Cadê o meia?”, além de xingamentos direcionados ao presidente Gilvan de Pinho Tavares.

Não é a primeira vez que torcedores do Cruzeiro vandalizam a sede do clube. No início de junho, após a derrota para o Figueirense por 2 a 1, o técnico Marcelo Oliveira e o presidente Gilvan de Pinho Tavares foram alvo dos protestos. O duelo contra o time catarinense, inclusive, foi o último de Marcelo Oliveira no comando do Cruzeiro. Vanderlei Luxemburgo assumiu o posto e conduziu o clube a três vitórias seguidas.

Mas a sequência foi interrompida por duas derrotas consecutivas, para Chapecoense e, por fim, Coritiba. Na quarta-feira (1), o Cruzeiro volta a campo, contra o Grêmio, em Porto Alegre.

A fase do Cruzeiro não é boa. O clube é o 13º lugar do Campeonato Brasileiro com 10 pontos em nove partidas.

Crédito da foto: Reprodução/Twitter



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.