Série D 2015 contará com 16 clubes que já participaram da elite do Brasileirão

Brasileirão

O Campeonato Brasileiro da Série D já tem data para começar. Dia 12 de julho, a competição tem início com o mesmo formato do ano anterior. São oito grupos de cinco clubes cada, que se enfrentam em jogos de ida e volta na primeira fase. Os dois melhores de cada chave avançam para as oitavas de final.

LEIA MAIS:
Valdivia dá caneta e deixa uruguaio no chão em vitória do Chile; Veja
Mercado da bola: Clube árabe intensifica interesse em volante do Fluminense

Dos 40 clubes que disputarão a competição, 16 deles já estiveram na elite do futebol brasileiro, e agora buscam retomar sua caminhada sonhando com dias melhores no cenário do futebol nacional.

Conheça um pouco mais sobre os 16 clubes da Série D, que já disputaram um dia a série A do campeonato brasileiro:

Rio Branco-ES:
Com seus 102 anos de história, O Rio Branco já disputou as quatro divisões do campeonato brasileiro e é o maior campeão estadual do Espírito Santo, com 37 títulos conquistados. Esse ano voltou a ser campeão estadual, a última vez tinha sido no ano de 2010. Já disputou o Brasileirão série A 12 vezes, sendo a primeira no ano de 1959, e a última no ano de 1987. Campeão estadual esse ano, o Rio Branco sonha com o acesso e representará o futebol capixaba na competição.

Treze-PB:
O Treze, conhecido como o Galo da Borborema, assim como o Rio Branco-ES, está a 28 anos sem disputar a série A do campeonato brasileiro. Sua última aparição no torneio foi em 1987. Terceiro maior campeão estadual do estado, com 15 títulos, o Treze disputou a série A por nove vezes em sua história, a primeira no ano de 1967, e a última 20 anos depois, no ano de 1987. O ano não está fácil para o Galo, que sofre uma grave financeira e já anunciou que vai disputar o campeonato com um time com um teto salarial de 4 mil reais. Sem nenhuma esperança de acesso, o Galo disputará a série D apenas para não ser punido pela CBF caso a equipe desistisse.

Central-PE:
O alvinegro do Agreste, como é conhecido a equipe de Caruaru, disputou o campeonato brasileiro da série A em duas oportunidades. A primeira veio no ano de 1979, e a última no ano de 1987. Desde 2008 a equipe não alcança a série C, mas esse ano vem com um time forte e a torcida está confiante no desempenho da patativa.

Operário-MT:
14 vezes campeão estadual, o Operário já esteve na elite do campeonato brasileiro em 10 oportunidades. A primeira no ano de 1974 e a última no ano de 1986. No ano seguinte, em 1987, o Operário sagrou-se campeão brasileiro da série B, porém esta edição da Série B não é oficial, e os títulos não são reconhecidos pela CBF.

Comercial-MS:
O Comercial é o atual campeão estadual, É o segundo maior vencedor da história do futebol do estado. Já esteve na série A do Brasileiro em seis oportunidades, mas em nenhuma delas fez uma boa campanha. Sua primeira participação foi no ano de 1973, e a última em 1986. Depois de muitos anos sem disputar um campeonato nacional, o Comercial voltou ao cenário no ano de 2015.

Nacional-AM:
Carinhosamente conhecido como Naça, é um dos clubes mais tradicionais do norte do país, sendo atualmente o recordista em número de títulos estaduais no Amazonas, com 43 conquistas.

Foi o primeiro clube do Norte do país a disputar a primeira divisão do Campeonato Brasileiro, e é a equipe amazonense que mais disputou essa divisão principal do futebol nacional, tendo disputado um total de 14 edições da competição.

O Nacional era um clube consolidado como potência regional dentro do Campeonato Brasileiro. Após a criação do clube dos 13, em 1987, o Naça saiu da elite e nunca mais voltou. Atual bicampeão estadual, o clube conta com o apoio da torcida para conquistar o acesso.

Villa Nova-MG:
O Villa Nova tem a maior torcida do interior de Minas Gerais, e também é considerado o mais bem sucedido clube do interior do estado. Penta campeão mineiro e campeão da série B de 1971, o Villa disputou a série A pela primeira vez em 1978, e a última em 1985. No total, foram 3 participações na elite do futebol. Vai pelo terceiro ano consecutivo disputar a série D, em 2013 e 2014 fez campanhas frustantes.

Ríver-PI:
Atual bicampeão do campeonato piauiense de futebol, o River é também o detentor do maior número de títulos estaduais no Piauí. São 29 conquistas. Já esteve na série A em oito oportunidades,
sendo a primeira no ano de 1962, e a última no ano de 1982. Ano passado o River voltou a disputar um campeonato brasileiro depois de 7 anos. Esse ano será mais uma vez representante do Piauí no campeonato brasileiro da série D.

Campinense-PB:
O maior rival do Treze-PB também irá disputar o campeonato brasileiro da série D 2015. Enquanto que o rival Treze vem sem muitas esperanças de acesso, o Campinense vem motivado após a conquista do campeonato paraibano desse ano. O clube não disputa a série A desde 1981, a sua primeira aparição na série A foi no ano de 1961. No total, esteve 11 anos na elite do futebol nacional, sendo sua melhor campanha no ano de 1962 com o quinto lugar. Campeão paraibano 20 vezes, e campeão da Copa do Nordeste em 2013, a raposa vem com tudo para o campeonato e quer voltar a série C depois de 4 anos.

Caldense-MG:
Sensação do campeonato mineiro de 2015, onde chegou na final e perdeu o título para o Atlético Mineiro. A Caldense já disputou a Série A do Brasileiro em 1979, nesse ano o time era considerado um dos melhores do futebol brasileiro. Esse ano volta a disputar um campeonato brasileiro e junto com o Villa Nova representarão o estado de Minas Gerais.

Operário-PR:
Atual campeão paranaense, onde desbancou Atlético Paranaense e Coritiba, até então favoritos, o Operário disputou o campeonato brasileiro da série A por dez vezes, e de forma consecutiva. De 1970 até o ano de 1979. Depois nunca mais voltou a elite. Esse ano volta a série D depois de 4 anos sem disputar um campeonato nacional.

Volta Redonda-RJ:
O Volta Redonda participou de três campeonatos brasileiros da 1ª Divisão, em 1976, 1977 e 1978, quando conseguiu a sua melhor colocação, a 32ª, entre 74 participantes. Um dos maiores clubes do interior do Rio, com diversas conquistas, o Voltaço quer seguir o exemplo do Macaé e crescer no cenário do futebol brasileiro. Para isso, terá que lutar com outras 39 equipes na série D 2015.

Remo-PA:
O Remo é, sem dúvidas, um dos clubes mais tradicionais do futebol brasileiro e que irá disputar a série D neste ano. Campeão da série C e 44 vezes campeão paraense, o Remo já esteve na elite do futebol brasileiro por 16 temporadas. A primeira no ano de 1961, e a última no ano de 2000. Atual campeão paraense e vice campeão da Copa Verde, o Leão do Norte irá contar com a força da sua apaixonada torcida, e vem como um favorito ao acesso para a competição.

Botafogo-SP:
Um dos clubes mais fortes e tradicionais do interior de São Paulo, o Fogo vem confiante para o campeonato brasileiro da série D. Depois de dois anos sem disputar, o time volta a competição e vem montando um elenco forte para o campeonato. Na série A, o Bota já esteve na elite em seis oportunidades. A primeira em 1976, e a última no ano de 2001. Esse ano vem forte e também é considerado um dos favoritos que irá brigar pelo tão sonhado acesso.

Gama-DF:
Onze vezes campeão brasiliense de futebol,e campeão da série B em 1998, o Gama voltou esse ano a conquistar o campeonato estadual depois de 12 anos na fila. Esteve na elite do futebol em 6 oportunidades, a última no ano de 2002. Apesar do retrospecto recente da equipe nos últimos anos não empolgar, 2015 começou diferente para o Gama. E o clube pretende também se sair bem no brasileirão série D, representando o Distrito Federal.

São Caetano-SP:
Apesar de ser um dos clubes mais novos nessa edição da série D, o Azulão é sem dúvidas um dos mais gloriosos no cenário nacional que irá disputar a competição. No fim da década de 90 e início dos anos 2000, o clube fez feitos históricos e campanhas brilhantes em competições nacionais e internacionais. O clube já foi vice campeão brasileiro em duas oportunidades, e em 2002 fez história na disputa da Libertadores da América. Chegou na final mas acabou sendo derrotado nos penais. Em 2006 foi rebaixado para a série B, onde ficou por sete anos. EM 2013, caiu para a C. E o que parecia ruim, piorou. Em 2014 o Azulão afundou ainda mais e foi parar na série D. Esse ano o clube disputará a série D querendo voltar a viver os grandes momentos que o clube viveu alguns anos atrás. Apesar da tradição, o clube passa dificuldades financeiras e não é apontado como um dos favoritos ao acesso.

Mas para quem já chegou em uma final de Libertadores, o azulão merece respeito dos adversários.

A quarta Divisão começa no próximo dia 12 de julho e vai até o dia 15 de novembro. Dos quarenta clubes que iniciarão o campeonato, 4 deles garantirão o acesso para a série C do campeonato brasileiro de 2016. Entre os clubes menos tradicionais, e aqueles que já fizeram história no cenário nacional, o acesso é o objetivo que prevalece entre os 40 participantes.

Foto: Divulgação



Estudante de jornalismo na Universidade Federal da Paraíba, natural de Vicência-PE