3 motivos para elogiar Tite em sua terceira passagem pelo Corinthians

Daniel AUgusto Jr Agência Corinthians

Tite iniciou a sua terceira passagem pelo Corinthians em janeiro desse ano. O treinador ainda não voltou a comemorar títulos, mas apresenta números interessantes. Até o momento, comandou o Timão em 43 jogos oficiais, com 27 vitórias, 10 empates e apenas seis derrotas, resultando num aproveitamento de 70,5% dos pontos disputados. Após um primeiro semestre decepcionante com as eliminações no Campeonato Paulista e na Copa Libertadores, a equipe está brigando forte pelo título brasileiro. É a vice-líder, com 33 pontos ganhos, dois a menos que o Atlético-MG.

LEIA MAIS:
3 motivos para criticar Tite em sua terceira passagem pelo Corinthians

Embora seja alvo de críticas pela torcida corintiana pelo seu pragmatismo e medo em lançar jovens das categorias de base em jogos oficiais, Tite também merece elogios. O Torcedores.com listou os três maiores méritos do comandante. Confira!

Remontagem da equipe

No final do primeiro semestre, Tite perdeu importantes jogadores como o lateral-esquerdo Fábio Santos e os atacantes Guerrero e Emerson Sheik. Esperava-se que a equipe tivesse dificuldades para brigar pelas primeiras posições. Muitos torcedores até temiam o rebaixamento. Ledo engano. O treinador conseguiu reconstruir o time mesmo sem tantas opções interessantes. Jogando bem ou não e com um ataque pouco letal, o Timão é o vice-líder do Campeonato Brasileiro faltando quatro rodadas para o fim do primeiro turno.

Retorno da consistência defensiva

O Corinthians voltou a ser um time que toma poucos gols. Grande parte do mérito é do treinador, que bancou dois jogadores que sob o comando do antecessor Mano Menezes tinham sérias dificuldades na marcação: o lateral-direito Fagner e o zagueiro Felipe. Tite provou o seu valor ao tornar dois jogadores medianos em bons.

Controle sobre o grupo

Assim como em sua segunda passagem, Tite tem o grupo em mãos. Jogadores o respeitam. Dificilmente você vai ouvir qualquer atleta do elenco desabafando contra alguma decisão do treinador. No último final de semana, Vagner Love foi sacado no segundo tempo e saiu falando cobras e lagartos. Contudo, as ofensas não foram direcionadas a Tite. No dia seguinte ao empate contra o Coritiba, as duas partes concederam entrevista coletiva e Love desmentiu que as palavras proferidas foram para o comandante. Sinal de respeito!

foto: Daniel Augusto Jr/ Agência Corinthians



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)