Silverstone: pista tem ventos fortes e alta exigência para pneus

Fonte: http://www.chdphd.com/Panoramas.php

A Fórmula 1 volta mais uma vez à uma pista clássica, Silverstone na Inglaterra. Pista essa que pode ser considerada casa de Williams, Mclaren e (porque não) Lotus. É uma pista antiga, altamente seletiva, que exige muito dos pneus e sofre grande influência dos ventos que sopram forte na região.

LEIA MAIS: Novo programa da Rede Globo levanta dúvida sobre transmissões da F1.

Com um traçado de 5.891 metros de extensão a prova será disputa em 52 voltas o que totaliza pouco mais de 306Km. O recorde da pista foi estabelecido em 2013 por Mark Webber com o tempo de 1:33.401.O francês Alain Prost é o maior vencedor em Silvestone, com um total de 5 triunfos

O circuito possui um alto nível de Donwforce e pilotos podem ser submetidos a forças de até 4 G. O asfalto é bastante abrasivo e possui muito grip, o que pode causar um desgaste prematuro nos pneus.O traçado possui longas retas e curvas de raios longos e de alta velocidade, o que mais uma vez será benéfico aos motores Mercedes.

Foi em Silverstone que a Ferrari venceu pela primeira vez na catetoria, com o argentino José Froilan González em 1951.  A pista inglesa também presenciou as vitórias brasileira de Emerson Fittipaldi, Ayrton Senna e Rubens Barrichello.

O famoso circuito inglês foi o palco da famosa carona de Mansell à Senna e também do acidente aonde o heptacampeão Schumacher fraturou a perna.

Em sua última edição a prova foi dominada pelos carros da Mercedes, com Pole de Nico Rosberg e Vitória de Hamilton, após abandono do companheiro por quebra mecânica, domínio que deve se repetir nesse final de semana.

As duas sessões de treino livre ocorreram nessa sexta as 06h e as 10h respectivamente. O terceiro treino livre acontece no sábado as 06h seguido pelo classificatório que tem início as 09h. Já a corrida tem início as do domingo as 09h.

Apertem os cintos para mais um final de semana de F1.



Serranegrense de 26 anos. Diferente da maioria dos escritores,não sou jornalista formado, e sim cientista, detalhe esse que não diminui minha paixão pela escrita automobilística. Apaixonado por esportes à motor desde criança, se há corrida passando na TV, paro pra assistir independente do que tenho pra fazer. F1, F-Indy, Motogp, Stock Car, Formula-E.