Após nocaute fulminante, Dan Henderson tenta ressurgir no UFC

LAS VEGAS - JULY 11: (R-L) Dan Henderson connects with a right to Mike Bisping during their middleweight bout during UFC 100 on July 11, 2009 in Las Vegas, Nevada. (Photo by Jon Kopaloff/Getty Images)

O americano de 44 anos, Dan Henderson, é uma das lendas do Ultimate Fighting Championship, mas muitos diziam que o californiano já estava acabado após sua sequência negativa de derrotas. E em meio aos boatos de sua aposentadoria, “Hendo” conseguiu um nocaute avassalador em Tim Boetsch, aos 28 segundos do primeiro round, no UFC Fight Night 68, para mostrar aos fãs do UFC que ainda tem muita lenha para queimar. 

Desde o seu retorno à franquia em 2008, Henderson acumula oito lutas com apenas três vitórias – duas sobre Mauricio Shogun e a última contra Tim Boetsch. Embora os números joguem contra o americano, Dana White nunca menosprezou seu pontecial e sempre lhe ofereceu lutas contra os melhores adversário tanto na categoria dos médios (até 84 kg), como nos meio-pesados (até 93kg). Hendo ganhou esse respeito do presidente do UFC por conta de sua entrega nas lutas e seus duelos sempre competitivos.

No seu retorno ao UFC, em 2011, o lendário californiano protagonizou uma das maiores lutas da história do esporte contra Mauricio Shogun. E Henderson conseguiu a vitória após cinco rounds de trocação insana.

Antes de vencer Tim Boetsch com uma verdadeira bomba na mão direita, Henderson tinha perdido para Cormier nos meio-pesados e Mousasi nos médios e rumores sua aposentadoria cresciam e começavam a incomodá-lo. “Hendo” nunca afirmou que pretendia pendurar as luvas e demonstrou isso após a vitória incontestável no dia 6 de junho. Agora está a espera de um novo desafio. Seu próximo adversário ainda não foi definido.



Jornalista esportivo!