Atlético-MG: Um novo Mineirão, uma nova história

Dá-lhe… dá-lhe… dá-lhe… dá-lhe… dá-lhe… dá-lhe… dá-lhe… Galão da Massa…

Saúda Mario Henrique Caixa, pela Rádio Itatiaia, enquanto começava a jornada esportiva naquela noite de 24 de julho de 2013. Em um cenário que não trazia boas recordações, para o torcedor atleticano, quando o assunto era jogos que valiam muito.

Um retrospecto desfavorável, que os torcedores rivais jogavam em nossa cara há muito tempo, para ser mais preciso 42 anos, da última conquista de um daqueles que chamam título de expressão. No caso o Campeonato Brasileiro de 1971, a primeira edição da atual competição nacional. E para aumentar ainda mais a angustia do torcedor alvinegro, o Galo se sagrou campeão jogando no Rio de Janeiro, com um gol de Dario, no estádio do Maracanã.

O Mineirão era uma espécie de mausoléu de recordações negativas para os atleticanos.

Em 1977, um vice-campeonato nacional, sem ter perdido uma partida sequer nos 90 minutos. Aquela disputa de pênaltis contra o São Paulo foi um martírio, assim conta quem esteve lá. Depois a semi-final contra o Flamengo em 1987, o Atlético mais uma vez tinha a melhor campanha da competição, e de novo o Gigante da Pampulha foi o local onde se enterraram as expectativas da Massa. Aquele gol de Renato Gaúcho, aos 34 do segundo tempo, foi como um murro nos estômago de Telê, que o havia deixado fora da Copa de 1986 e da Massa, que viu mais uma vez outra conquista frustrada.

E finalmente a dor maior na alma de todo atleticano, o rebaixamento em 2005, ali naquele lugar, em Dezembro de 2005, o Clube Atlético Mineiro foi matematicamente empurrado para a Série B do Campeonato Brasileiro. Milhares de atleticanos choraram e cantaram o hino ali, em conseqüência do golpe mais duro já sofrido pelo Galo, em toda sua história.

O Atleticano pensava: Realmente este estádio carrega uma maldição contra nós, ele nos odeia. A história mudaria a partir da reconstrução do Mineirão. Como se o Galo fosse reconstruído ao mesmo tempo que ele. O estádio que veria o Atlético-MG conquistar a América do Sul!