Bethe Correia volta a atacar e chama Ronda de “covarde”

Reprodução/Facebook

A rivalidade entre a brasileira Bethe Correia e a a campeã do peso galo (61kg) feminino do UFC, Ronda Rousey, cresce à medida que o dia 1º de agosto, data que elas se enfrentarão pelo UFC 190, no Rio de Janeiro, se aproxima. Um dia depois de Ronda afirmar que “nunca quis bater tanto em alguém”, a brasileira chamou a americana de “covarde”.

LEIA MAIS:
“Nunca quis bater tanto em alguém”, diz Ronda sobre Bethe Correia

“Em nenhum momento falei do pai dela. Meu sonho é só de ser campeã. Família para mim é algo sagrado. Ela foi covarde por querer fazer as pessoas me olharem com maus olhos. Está usando uma tragédia familiar para comover o povo. Tremenda covardia. Quem puxou da parte familiar para ressurgir assunto do passado dela, que não tem ninguém falando sobre, foi ela. Acho isso covarde”, disse Bethe em entrevista ao “Combate.com”.

A polémica entre as duas ganhou mais corpo quando Bethe, em maio, disse que esperava que Ronda não se suicidasse após a luta. O que Bethe não sabia é que o pai de Ronda havia se suicidado quando a campeã era criança. Desde então, as duas trocam farpas e ameaças com mais intensidade.

“Falei dela sim, dos defeitos dela, das fraquezas, bati nas amigas dela e joguei na cara dela. Se tivesse falado qualquer coisa da família, falaria na cara dela. Sou mulher para assumir, mas não fiz isso. Quem está puxando assunto de pai, usando isso de forma covarde, é ela mesma. Isso mostra sua personalidade fraca e psicológico fraco”, afirmou Bethe, que, inclusive, se desculpou com Ronda após a declaração sobre o suicídio.

Crédito da foto: Reprodução/Facebook



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.