“Capricha, garotinho, capricha!” 6 momentos que Osmar Santos eternizou com sua voz

Reprodução/Facebook

É, literalmente, o verdadeiro fogo no boné do guarda a falta que Osmar Santos faz para a narração esportiva. O locutor era uma das principais vozes da Rádio Globo e do país em 1994, quando sofreu um acidente automobilístico gravíssimo que, apesar de não ter levado-o à morte, fez com que tivesse de iniciar uma nova vida.

Osmar Santos perdeu massa encefálica na ocasião e não pôde mais exercer sua profissão, já que sua fala e vários movimentos ficaram comprometidos. A comoção em torno dele, até hoje, é muito grande, mas não por causa dessa fatalidade. Pelo contrário. O locutor até hoje é reverenciado pelas diversas narrações históricas que emocionaram e embalaram gols, títulos e jogadores consagrados de nosso futebol.

Você sabia, por exemplo, que o apelido de “Animal”, do Edmundo, foi criado por Osmar Santos? Pois é. Se não sabia ou sequer conhece os bordões e estilo envolvente de narração dele, terá a chance agora. O Torcedores.com separou 6 delas. Confira!

1. Segundo gol de Raí, no Mundial de Clubes de 1992, contra o Milan

São Paulo x Barcelona fizeram, em 1992, a final do Mundial de Clubes que, na época, era chamado de Torneio Intercontinental, em Tóquio, no Japão. Na porção final do segundo tempo, o Tricolor arranja uma falta perto da área e Raí vai para a cobrança.

Foi assim que Osmar Santos viu o lance: 

2. Gol de Bebeto, contra a Holanda, na Copa do Mundo de 1994

Quartas-de-final da Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos. Jogo complicado, um calor infernal e Brasil pressionando. Aos 17 minutos do segundo tempo, Bebeto sai livre, sozinho, na cara do goleiro, dribla e manda pro fundo da rede.

Osmar Santos relatou o ocorrido dessa forma: 

3. Dois gols de Edmundo, contra o Corinthians, no Rio-SP de 1993

Final do extinto Torneio Rio-SP de 1993, Palmeiras x Corinthians. Edmundo, que já era o Animal para Osmar Santos, fez os dois gols do jogo, ambos de cabeça e colocou o Verdão em vantagem para o jogo da volta.

Osmar Santos imortalizou o fato desse jeito: 

4. Gol de Viola, contra o Palmeiras, no Paulistão de 1993

Para Osmar Santos, não apenas Edmundo era um Animal. Viola também era. Ou pelo menos foi, nesse jogo contra o Palmeiras, onde fez um gol e imitou um porco, algo que, inclusive, entrou para a história do clássico.

Relembre, na voz de Osmar Santos: 

5. Golaço de Guga, contra o Corinthians, no Paulistão de 1992

Os anos 90 não foram exatamente uma década que dá saudade no torcedor santista. Porém, um golaço de Guga, em um jogo contra o Corinthians, pelo Paulistão de 1992, foi uma das narrações mais emblemáticas da carreira de Osmar Santos.

Ouça: 

6. Gol de Basílio, contra a Ponte Preta, no Paulistão de 1977

O gol que tirou o Corinthians da fila, em 1977, foi narrado por Osmar Santos, com a emoção que lhe é peculiar – como se precisasse, já que o próprio lance, em si, foi de dar taquicardia.

Relembre: 

Foto: Reprodução / Facebook



Tudo o que preciso é um papel e uma caneta. Apaixonado por esportes desde 1900 e bolinha: de futebol, basquete, tênis, rugby...