Concurso sobre Flamengo premia foto de mulher amordaçada e causa revolta

assinatura_Julia

Parece piada, mas não é. Uma foto de cunho machista, ofensivo e até violento foi eleita a vencedora de um concurso cultural sobre o Flamengo promovido por uma agência esportiva nas redes sociais. Diferente do que eles esperavam, a reação dos seguidores da página foi de desprezo e revolta. 

Nessa terça-feira (28), a OTB Sports, empresa de gerenciamento de carreira de atletas e técnicos de futebol, publicou em sua página no Facebook o resultado de um concurso cultural lançado no dia 20 de julho. O objetivo do concurso era premiar o torcedor que postasse a melhor foto “que represente o seu amor pelo Flamengo”.

A escolha do vencedor gerou revolta por parte dos próprios fãs da página na postagem. Na fotografia premiada, o autor retrata a cena de um torcedor homem do Flamengo comemorando em frente à televisão enquanto uma mulher, supostamente torcedora de um time rival, está presa e amordaçada em uma cadeira ao lado.

O curioso é que o próprio regulamento do concurso deixa claro que a foto deve “prestar informações fidedignas e não ofensivas” e que “deverá obedecer aos seguintes requisitos: (b) Não ter cunho ofensivo, imoral, racista, discriminatório, com teor ilícito, ou imagens que sugiram ou estimulem atos que possam colocar em risco a saúde, segurança e vida da audiência;”

Ciente da repercussão negativa, no mesmo dia a página apagou a postagem com a foto polêmica e os comentários repreendedores.

As dibradoras, parceiras do Torcedores.com, entraram em contato com a empresa responsável, que respondeu com um pedido de desculpas, também divulgado em sua conta no Instagram e no Facebook algumas horas depois:

A OTB Sports vem a público se retratar do mal-entendido que praticou no Concurso Cultural publicado nas suas redes sociais nesta terça-feira (28.07.15). Entendemos o posicionamento de cada opinião e achamos por certo, desclassificar a imagem divulgada e realizar uma nova auditoria.

Nosso objetivo em nenhum momento foi transmitir o machismo ou atuar como veículo de promoção do ódio. Não somos assim. Pedimos nossas sinceras desculpas a todas as pessoas que se sentiram ofendidas. Na quarta-feira (29.07.2015), publicaremos o novo ganhador.

Esperamos que a empresa aprenda de uma vez por todas que a mulher não é objeto de diversão de ninguém e que não existe graça nem coerência nenhuma em premiar a violência, seja contra quem for.

Confira a sequência das postagens e comentários na página da OTB Sports no Facebook:

Captura de Tela 2015-07-28 às 18.16.28

Imagens: reprodução/Facebook



Cultura esportiva por e para mulheres. Sem clubismo, sem machismo, e com muita relevância. As ~dibras: Angelica Souza, Júlia Vergueiro, Nayara Perone, Renata Mendonça e Roberta Nina.