Defesa do São Paulo deve manter ritmo pré-Choque-Rei para ir longe no Brasileirão

A goleada sofrida pelo Palmeiras, no último domingo (28), deixou o torcedor do São Paulo com a pulga atrás da orelha, e o sinal amarelo se acendeu principalmente para a defesa  do time que pareceu vulnerável. Mas acalme-se, são-paulino, seu time é o terceiro colocado do Brasileirão 2015, e sua defesa é a terceira melhor da competição. E ainda tem mais. Antes do Choque-Rei, o São Paulo era o time menos vazado (5 gols sofridos, junto com o Goiás). O que ocorreu no último jogo foi apenas um acidente de percurso que, para o bem do futuro do tricolor no campeonato, não pode se repetir.

Dos nove jogos disputados, o São Paulo não tomou gols em quatro, além de ser o terceiro time menos vazado por gols de bola parada em média no ano (0,24, antes do jogo contra o Palmeiras). No aspecto defensivo, a dupla de volantes titular, formada por Hudson e Souza tem feito seu papel, mas poderiam trabalhar melhor. Ambos tem, juntos,  44 desarmes certos até agora no Brasileirão. O volante Rafael Carioca, do Atlético-MG, sozinho tem 37 botes certeiros. Vale lembrar que o ladrão silencioso Paulo Henrique Ganso, que para muitos é sonolento,  tem contribuído com bastante roubadas de bola para um jogador de sua posição e características. O meia tem 18 batidas de carteira na competição.

E se você quer saber qual é a defesa ideal que o técnico Juan Carlos Osorio deve escalar para sofrer o menor número de gols possível, te dou a resposta: a defesa deve ser formada por Dória, Carlinhos e Bruno, os maiores destruidores de jogadas adversárias do time. O lateral direito tem 18 roubadas de bola certas, 19 chutes rebatidos e dois bloqueios de finalização no campeonato , enquanto o lateral esquerdo faz bem o trabalho defensivo em seu setor, com 13 desarmes certos.

Mas se o Osorio quiser mesmo implantar o esquema de três zagueiros, que não funcionou no empate contra o Avaí, é mais do que necessário a contratação de um xerife para ajudar Dória, melhor defensor da equipe com 13 desarmes certos (o melhor zagueiro neste quesito no elenco tricolor) e apenas 2 botes errados em nove rodadas do Campeonato Brasileiro 2015, além de ser o quinto maior paredão do certame, com 83 chutes rebatidos.

Em tempos de dificuldade financeira, uma boa (e econômica) aposta pode ser o prata da casa Lucão, zagueiro vice-campeão com o Brasil no Mundial sub-20. O jovem defensor fez parte do time ideal da competição e fez uma dupla de zaga praticamente intransponível com Marlon, do Fluminense.

Fonte das estatísticas: Footstats e Globoesporte.com

Foto: reprodução/Twitter (@SaoPauloFC)



Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo, apaixonado por futebol e esportes americanos. Já trabalhei nos sites ativo.com e o2porminuto.