Derrotado em Wimbledon, Nadal vira pivô em escândalo na Federação Espanhola de Tênis

during day four of the Wimbledon Lawn Tennis Championships at the All England Lawn Tennis and Croquet Club on July 2, 2015 in London, England.

No mesmo dia em que foi eliminado do Torneio de Wimbleon pelo alemão Dustin Brown por 3 sets a 1 – parciais de 7/5, 3/6, 6/4 e 6/4 – pela segunda rodada do Grand Slam, o espanhol Rafael Nadal se tornou o principal personagem de um escândalo na Federação Espanhola de Tênis.

LEIA MAIS:
Marcelo Melo avança em Wimbledon após desistência de rivais

De acordo com o site português “Bola Amarela”, a Federação Espanhola de Tênis falsificou uma assinatura de Nadal em uma camiseta que foi leiloada durante um evento beneficente na cidade de Sevilha, na Espanha. Quem percebeu que a assinatura de Nadal estava “diferente” foi o russo que venceu o leilão.

O presidente da Federação Espanhola de Tênis, José Luis Escañuela, admitiu em carta que o autógrafo não é de Nadal. A camiseta, porém, foi doada pelo tenista.

O episódio é apenas mais um na relação conflituosa entre Rafael Nadal e a Federação. Um dos motivos foi a escolha de Gala León para ser a capitã da equipe da Copa Davis. Nadal não gostou da indicação e, por isso, estará fora do duelo contra a Rússia, entre os dias 17 e 19 deste mês.

Crédito da foto: Getty Images



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.