Destaque da seleção, Raulzinho é dúvida para o Pan

Armador da seleção Raulzinho é dúvida para o Pan - Foto: Divulgação LNB

Dos atletas que disputaram o Mundial de Basquete 2014, Raulzinho e Larry Taylor são os únicos que estão na seleção para o Pan-Americano 2015. Mas, pode ser que o norte-americano Larry vire o único remanescente daquele time, que ficou em sexto, na Espanha. Isso, se o armador Raulzinho não poder ir ao torneio, que começa no dia 21, em Toronto (Canadá).

LEIA MAIS
Armador da seleção Helinho anuncia aposentadoria aos 40 anos

Raulzinho, uma das armas no ataque brasileiro, vinha treinando há duas semanas com a seleção brasileira de basquete, no Club Athlético Paulistano e no Esporte Clube Sírio. Porém, nessa última semana (02/07), o jovem armador só compareceu a um dos treinos devido a problemas pessoais e não sabe quando volta. “O Raulzinho pediu, por problemas pessoais, para sair momentaneamente da equipe. E ficou de dar alguma resposta daqui alguns dias. Então, vou esperar sua resposta para definir a equipe que vai para o Pan”, disse o técnico Rúben Magnano, que pretende anunciar os jogadores que vão para o Pan-Americano 2015, no dia 10 de julho, antes de embarcarem para o Canadá.

Se o armador não for ao Pan será um grande desfalque para Magnano. Raulzinho tem impressionado a todos com seu desempenho dentro de quadra pela seleção. Atleta do time espanhol Murcia e draftado pelo Utah Jazz (NBA), ele é um dos principais nomes da atual seleção brasileira de basquete. Aos 23 anos, ele já disputou dois Mundiais e uma Olimpíada, em 2012.

Um desfalque já certo na seleção brasileira será do pivô Gerson, que joga no Mogi. Apesar de ter treinado com a equipe principal, o jogador acabou viajando com a seleção que representará o Brasil na 28ª edição da Universíade, campeonato universitário mundial. Entre os dias 4 e 13 de julho, na Coreia do Sul, cerca de 200 atletas brasileiros competiram em um dos maiores eventos esportivos do mundo.

Foto: Divulgação LNB



Jornalista pós-graduada em jornalismo esportivo e apaixonada pelo basquete desde os 11 anos de idade, independente do campeonato e da nacionalidade.