Djalminha relembra histórico Palmeiras de 96: “foi a melhor equipe em que joguei”

Reprodução/ESPN

Há 19 anos, o histórico Palmeiras, de Djalminha, Rivaldo, Muller e Luizão, encantava o Brasil com um futebol ofensivo. Para se ter uma ideia, o time se sagrou Campeão Paulista de 1996 com a incrível marca de 102 gols marcados. Em entrevista ao Bate-Bola, da ESPN, o ex-meia Djalminha, um dos destaques do esquadrão, afirmou que aquela foi a melhor equipe em que jogou durante toda a carreira.

LEIA MAIS:
Ex-goleiro palmeirense acompanha goleada em camarote no Allianz Parque
Djalminha: meia clássico e pioneiro na “cavadinha” no Brasil

“A melhor equipe em que joguei foi sem dúvida a do Palmeiras. Jogava um futebol que eu gosto. Fazia um gol, o segundo e continuava atacando. Era Veloso; Cafu, Sandro, Clebão e Júnior; Flávio Conceição, Amaral, eu e Rivaldo; Muller e Luizão. Às vezes jogava o Galeano no meio de campo”, relembrou.

Pena que para o torcedor palmeirense – e para o amante do futebol arte em geral- o encanto durou apenas seis meses. O time passou por uma reformulação. Djalminha foi um dos últimos a deixar o Verdão e rumar para o futebol europeu. De 1997 a 2007, ele defendeu o Deportivo La Coruña, da Espanha.

“Pena (que durou seis meses). Essa equipe tinha tudo para conquistar Libertadores, Mundial, Campeonato Brasileiro, mas ela foi se desfazendo. Eu e o Cafu, que éramos um dos mais velhos da equipe, fomos os últimos a sair. Aí saiu Rivaldo, Flávio Conceição, Luizão, Júnior…Eu e o Cafu falamos. Vamos embora que também precisamos fazer o nosso pé de meia”, explicou Djalminha.

Djalminha não se arrependeu em deixar o Palmeiras.

“Jogar na Europa fez muito bem para a minha carreira. Não só a parte financeira foi boa”, concluiu.

foto: Reprodução/ESPN



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)