Dominado por Serena, circuito feminino não traz emoções como o masculino

Getty Images

Com mais de o dobro de pontos da segunda colocada Maria Sharapova, Serena Willians, de longe, está num nível acima das demais tenistas. E isso, para o circuito, é ruim. Não atrai torcida, patrocínio e prestígio. É claro que tudo isso está presente, mas não como no masculino, por exemplo.

LEIA MAIS:
O abismo entre o tênis feminino e masculino: o machismo e a audiência
Será que Serena Williams teria espaço no tênis masculino?
Vênus e Marte: as peculiaridades no nível de jogo do tênis feminino e masculino

A diferença se torna evidente quando a terceira e quarta colocada, segundo o ranking do dia 26/07 – Simona Halep e Petra Kvtova, respectivamente -, não são conhecidos pelo público em geral. Ao perguntar a um leigo, sobre jogadores masculinos, com certeza, 5 nomes serão ditos. No feminino, saber sobre Serena, Sharapova e Wozniacki – muitas vezes relacionada a sua beleza, é muito.

Outro ponto, é a premiação dos torneios: os valores sempre são menores ao dos masculinos, sendo que as despesas de ambos, são iguais. Talvez a ITF (Federação Internacional de Tênis) deveria equilibrar isso, fazendo com que o patrocínios dos torneios fossem divididos para ambas categorias. Serena, ainda, é sinal de título em qualquer piso. Neste ano, a americana número um já venceu os três grandes torneios e iniciou com o pé direito o “US Open Series”, que nada mais é que uma série de torneios preparatórios para o Grand Slan americano.

Contudo, devemos aplaudir Serena Willians, pelo ótimo desempenho e patamar que atingiu, contudo, é ela talvez a responsável por o tênis feminino estar vazio de surpresas, que em quase todos os casos, agradam a torcida, e que, respectivamente, agrada os patrocinadores pelo tanto que será visível sua marca, e assim, sucessivamente.

Crédito da foto: Getty Images

* Curtiu esta matéria? Siga o autor no Twitter: @aleextavares



Jornalista em formação no Mackenzie, estagiário do Torcedores.com e fotógrafo. Fanático por basquete, tênis, surf, futebol e futebol americano.