Rivaldo: o pernambucano que representou muito bem o nordeste em uma Copa do Mundo

Rivaldo sempre foi um jogador extremamente habilidoso e completo. Jogava como meia armador e fazia muitos gols por todos os clubes que passou. Foi Campeão do Mundo pela Seleção Brasileira em 2002 e melhor jogador do mundo em 1999. Marcou 445 gols em jogos oficiais.

LEIA MAIS:
Dida, o baiano multicampeão pelo Vitória, Cruzeiro, Corinthians e Milan

O jogador sempre foi muito tímido, nunca teve sua vida pessoal exposta e dificilmente foi visto em festas ou no meio de outros famosos. Há quem diga que por estas características, Rivaldo, foi menos valorizado do que de fato merecia. Ninguém pode negar, no entanto, que o craque é um dos melhores jogadores que o Brasil produziu nos últimos 20 anos. Nascido em Paulista, Pernambuco, Rivaldo que hoje tem 43 anos nunca se aposentou de fato.

Há alguns anos comprou o Mogi Mirim onde é também presidente e, desde 2004, é registrado em campeonatos pela equipe. Conheça um pouco mais de sua trajetória.

Rivaldo começou a jogar profissionalmente pelo Santa Cruz com 19 anos, após passagem pelo Paulistano, time de sua cidade. Foi destaque logo no ano seguinte, pela Copa São Paulo de Juniores, e assim acabou indo para o Mogi Mirim. Já em um grande centro do futebol, Rivaldo chamava atenção pela sua  habilidade rara e no ano de 1993, após marcar belo gol do meio de campo, passou a ser cobiçado pelos grandes da capital, até que acabou por empréstimo no Corinthians onde fez um discreto Paulistão em 94.

Já com muita verba, neste ano, recebida através de investidores, o Palmeiras acabou comprando em definitivo o jogador ainda em 94 e ali nasceu o grande jogador que encantou o mundo. Foram menos de dois anos completos e 78 gols em 98 partidas, um Campeonato Brasileiro e um Campeonato Paulista. Desde 93, o jogador já marcava presença nas convocações da Seleção Brasileira. Em 96, Rivaldo se transferiu para a Espanha e jogou 46 jogos marcando 22 gols. Um ano de Espanha, foi suficiente para o poderoso Barcelona se encantar pelo atleta e contratá-lo.

La foi o auge de sua carreira. Rivaldo pelo Barcelona marcou 130 gols em 230 jogos, conquistou dois Campeonato Espanhol, uma Copa do Rei e uma Supercopa Européia. Durante sua passagem pelo Barcelona, Rivaldo se tornou o melhor jogador do mundo em 1999, foi vice Campeão da Copa do Mundo em 1998 e Campeão do Mundo em 2002. Para muitos, o prêmio de melhor jogador da Copa de 2002 deveria ter sido dele, por ter sido fundamental naquela campanha, mas o prêmio acabou nas mãos do goleiro alemão Oliver Kahn.

Após a Copa de 2002, Rivaldo foi transferido para o Milan, mas nessa época o jogador já apresentava problemas físicos em seus dois joelhos. Diziam na imprensa, que Rivaldo teria disputado a Copa de 2002 no sacrifício e com infiltrações nos joelhos a cada jogo. Ainda com problemas com a esposa e com o treinador Carlo Ancelotti, Rivaldo pouco jogou pela equipe italiana e fez apenas 25 jogos, mas sem deixar de marcar. Foram 8 gols.

Mesmo assim, Rivaldo ainda pode se orgulhar de ter conquistado pela equipe uma Liga dos Campeões, uma Copa da Itália e uma Supercopa Européia.  Sem oportunidades na Itália, Rivaldo voltou ao Brasil em 2004 para atuar pelo Cruzeiro, mas também teve passagem apagada, ainda com problemas nos joelhos. Foram 10 jogos e 2 gols.

Em 2004, Rivaldo acabou tendo mais uma oportunidade na Europa e se transferiu para o Olympiakos. Neste mesmo ano acabava sua carreira na Seleção Brasileira. No Olympiakos, Rivaldo voltou a ser útil, e mais que isto, fundamental na conquista do Tri Campeonato Grego (2005, 2006, 2007).

Confira alguns gols inesquecíveis que marcaram a carreira do atleta

Após o Olympiakos, atuou ainda no AEK Atenas, Bunyodkor, São Paulo, Kabuscorp e em 2013 no São Caetano, clube que seria seu último, não fosse o fato de Rivaldo, por ser presidente do Mogi Mirim, ter se inscrito no clube também como atleta após deixar o São Caetano.

Em 2014, em campeonatos de pouca expressão no interior, anotou 5 gols pelo Mogi e em 2015, surpreendentemente, disputou alguns jogos pela série B do Campeonato Brasileiro, para ajudar a equipe a se recuperar no campeonato. Em um dia inesquecível, Rivaldo e seu filho Rivaldo Júnior que também joga no Mogi Mirim, marcaram gols no mesmo jogo.

Foto: Reprodução