Mercado da bola: 7 estreantes que podem mudar seu time

NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C.

A torcida do Fluminense não vê a hora de ir ao Estádio Maracanã e ver pela primeira vez Ronaldinho Gaúcho em campo com a camisa 10 do time, no Campeonato Brasileiro. Treinando no clube das Laranjeiras desde segunda-feira (27), o astro pode estrear pelo tricolor carioca neste sábado, às 18h30, diante do time que o revelou, o Grêmio.

LEIA MAIS: Mercado da bola: São Paulo oficializa contratação de Luiz Eduardo
LEIA MAIS: Mercado da bola: Fábio, do Cruzeiro, estaria nos planos do Palmeiras para 2016
LEIA MAIS: Depois de aplicar “chapéu” no Palmeiras, São Paulo rescinde com Jonatan Cafú
LEIA MAIS: Mercado da bola: Bressan volta do Pan, mas não sabe se fica no Flamengo

A decisão se Ronaldinho joga ou não será tomada pela comissão técnica até a véspera do confronto – o mistério aumentou depois que a assessoria de imprensa do clube informou que ninguém dará entrevista até o dia do jogo.
O enigma sobre a escalação de R10 não é o único atualmente no futebol nacional. Outros clubes e outras torcidas aguardam ansiosamente para ver o reforço de seu clube atuar pela primeira vez nesta temporada.

Os flamenguistas, por exemplo, não veem a hora de o camisa 10, Ederson, assumir o meio-campo. O Sport também tem um jogador que desperta o frio na barriga do torcedor: Hernane, o Brocador. A lista daqueles estreantes que podem ser a última esperança de melhorar o time no restante da temporada é curta. Mas nem por isso pode ser desprezada pelos torcedores.

A seguir, o Torcedores.com lista jogadores estreantes que podem reforçar o seu time nas próximas rodadas.

Ronaldinho Gaúcho (Fluminense)
Após longas férias (quase dois meses), o meia voltou aos treinos na última segunda-feira e, de acordo com os preparadores físicos do clube está em boas condições. Regularizado junto à CBF, ele aguarda apenas a decisão do técnico Enderson Moreira para saber se vai ou não a campo no sábado, diante do Grêmio.

Ederson (Flamengo)
Apresentado pelo time da Gávea na última sexta-feira (24), o meia Ederson fez apenas um treino nas dependências do Flamengo. Voltou à Itália no dia seguinte para organizar a mudança e é aguardado novamente no clube nesta quinta-feira (30). Camisa 10, ele deve estrear no dia 9 de agosto, contra a Ponte Preta, em Campinas.

Hernane (Sport)
De contrato firmado com o Sport há três meses, o atacante Hernane só foi regularizado na CBF na última sexta-feira (24) – ele aguardava a confirmação da rescisão de contrato com o Al Nassr. Sem jogar durante todo este período, ele ainda não sabe se terá condições de atuar os 90 minutos, mas se colocou à disposição para entrar em campo neste domingo, às 18h30, diante do Cruzeiro, na Arena Pernambuco.

Fellype Gabriel (Palmeiras)
Longe de ser um dos reforços mais comemorados pela torcida do Palmeiras, o meia Fellype Gabriel foi regularizado na última terça-feira (28) e deve estar à disposição do técnico Marcelo Oliveira para o duelo de domingo, às 11h, contra o Atlético-PR. Três meses longe dos gramados, ele pode ser peça importante para compor o meio-campo.

Bobô (Grêmio)
Sem atuar numa partida oficial desde maio, o atacante Bobô foi apresentado pelo Grêmio na tarde da última segunda-feira. Com a camisa 13, ele ainda aguarda a regularização no BID da CBF para poder ter condições de jogo. A estreia provável é no clássico diante do Internacional, no próximo dia 9. Ele fez 227 jogos pelo Besiktas, seu último clube, e marcou 96 gols.

Leandro (Santos)
Com dificuldades para disputar posição no Palmeiras, o atacante Leandro acertou sua ida para o Santos e tem tudo para ser bastante usado pelo técnico Dorival Júnior. Jovem e veloz, ele deve herdar uma vaga no ataque santista, que perdeu o ídolo Robinho recentemente. A tendência é que ele assine contrato nesta quinta-feira e seja regularizado na sexta.

Daniel (São Paulo)
Um dos primeiros reforços do São Paulo para esta temporada, o veloz meia Daniel, ex-Botafogo, por pouco não cai em esquecimento pela torcida. No último mês, porém, ele voltou a treinar com bola e a tendência é que esteja à disposição do técnico Juan Carlos Osorio a partir de agosto. Ele pode ser uma importante válvula de escape no meio-campo da equipe, já que tem como arma principal a velocidade, algo que não é característica dos meias atuais.



Jornalista formado no UniCeub. Cobre esportes desde 2008: dos campeonatos amadores, evoluindo aos estaduais, chegando aos Nacionais até a Copa do Mundo de 2014. De 2010 a 2012 atuou como correspondente de esportes do Correio Braziliense, no Rio de Janeiro. Atualmente, editor do caderno Torcida, do Jornal de Brasília. Amante de um bom samba, futebol e cerveja.