Estrela do futebol dos Estados Unidos, Abby Wambach diz que planeja jogar no Rio 2016

Foto: Divulgação/ FIFA.com

A atacante da Seleção Americana de Futebol Feminino, Abby Wambach, declarou em um programa de TV americano que está planejando participar das Olimpíadas do Rio 2016, segundo o site da emissora NBC. Com 35 anos, a atleta americana é uma das maiores artilheiras da história das copas, além de ter feito parte da equipe campeã mundial em 2015.

Em entrevista, Abby afirmou: “Estou planejando jogar no Rio no próximo verão, mas deixarei meu corpo se recuperar após ter jogado em um campo de grama artificial. Sete jogos são muitas partidas (na Copa do Mundo), e não fazia muito tempo que havíamos jogado. Então, meu corpo se machucou e estou tentando recuperá-lo. Sairei em férias com a minha família, e estou muito animada para viajar, relaxar, para tomar minhas decisões”

Abby havia afirmado que após o fim da Copa do Mundo, iria tirar algumas semanas para pensar sobre seu futuro no futebol, se jogaria em 2016 e como seu corpo estaria. Wambach conquistou a medalha de ouro nas Olimpíadas de 2004, em Atenas, e em 2012, em Londres.

Na Olimpíada de Pequim, em 2008, Abby ficou de fora devido a uma lesão que ela sofreu na perna, meses antes da competição. Atualmente, a atacante faz parte da Seleção Americana permanente, treinando nas instalações da Federação Americana.

De acordo com o site Sports-reference.com, Wambach seria a atleta americana mais velha a disputar uma competição olímpica de futebol feminino, completando 36 anos meses antes do torneio. Abby ultrapassaria as compatriotas Christian Rampone, em 2012, e Joy Fawcett, em 2004.

Um dos problemas para a escolha da atacante é o número reduzido de jogadoras convocadas, em relação à Copa do Mundo. Na lista, apenas 18 atletas podem ser chamadas, enquanto que na Copa são 23. Estando um ano mais velha, Wambach terá a concorrência de atletas mais jovens, que se destacaram na Copa, como Alex Morgan, Sydney Leroux e Amy Rodriguez.



Estudante de Jornalismo na UFPE, fã de esportes, apaixonado por futebol mas também rugby e futebol americano.