Glover chegou a desafiar Jon Jones, mas hoje tenta se manter no topo dos meio-pesados

Glover Teixeira chegou ao auge da sua carreira no MMA em abril de 2014 quando teve a chance de tirar o cinturão do ainda imbatível Jon Jones, porém, acabou derrotado por decisão unânime dos juízes. Desde então, o mineiro desceu a ladeira.

Antes de encarar o então campeão dos meio-pesados do UFC, Glover somava oito vitórias – entre UFC e WEC -, retrospecto que o levou a encarar Jones.

Desde então, o lutador entrou em má fase. Perdeu para Phil Davis em outubro de 2014 no Maracanãzinho e caiu ainda mais no ranking da divisão, perdendo espaço na disputa por mais uma chance de disputar o cinturão.

A grande oportunidade de se recuperar na divisão dos meio-pesados seria no combate contra Alexander Gustafsson, mas o sueco se machucou e os dois foram retirados do card do UFC Alemanha, que aconteceu em junho deste ano.

Agora, a grande chance do lutador brasileiro está no combate com Ovince Saint Preux, no UFC Fight Night 73, no dia 8 de agosto. Glover é atualmente o quarto colocado no ranking da categoria e o próximo adversário está em sexto.

Uma vitória pode recolocar o brasileiro no caminho de Daniel Cormier, dono do cinturão após a suspensão de Jon Jones. Porém, uma derrota fará com que ele perca ainda mais espaço.

Crédito da foto: UFC/Divulgação



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.