Hudson abafa declarações polêmicas de Ceni e Ganso após a derrota para o Atlético-PR

Nesta quarta-feira, durante o intervalo e após o jogo entre Atlético-PR x São Paulo, Ganso e Rogério Ceni, respectivamente, deram declarações polêmicas quanto o desempenho da equipe no duelo contra o Furacão. Em coletiva nesta quinta, o volante Hudson minimizou as frases ditas pelo meia e também pelo goleiro-artilheiro.

Ganso havia dado uma indireta a Lucão pelo gol marcado pelo zagueiro Gustavo, do Atlético, na saída para o intervalo quando ele disse que o time sabia quem tinha errado no lance. Já Ceni afirmou que a venda de jogadores está enfraquecendo a equipe, Hudson então preferiu abafar as declarações.

“Talvez pelo calor do jogo, da segunda derrota seguida, o Rogério tenha sido mal interpretado. Todos querem ser campeões, inclusive a diretoria. Existem as necessidades financeiras, mas é preciso haver um equilíbrio para as coisas se normalizarem. A bola parada define 40% dos jogos de futebol. Precisa ter o máximo de atenção possível, então uma distração mínima decide. Ele não quis apontar alguém, quis dizer que aquilo havia sido avisado e erramos de novo”, explicou o jogador.

Hudson também afirmou que o atraso de salários não esta´influenciando nas derrotas, já que com a remuneração em dia pode acontecer a mesma coisa.

“Não é uma regra o salário atrasar e o clube perder. Ano passado estávamos com tudo em dia e ficamos dois, três jogos sem vencer. Somos seres humanos e assim como todo mundo dependemos do salário. Mas somos profissionais e temos que saber superar essa dificuldade sem deixar entrar no campo. A diretoria está fazendo o melhor para pagar tudo. E o São Paulo é um todo. Não são só os jogadores, muito menos a diretoria. Quando perde, todos estão juntos”.

Foto: Rubens Chiri/São Paulo



Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.