Ídolo francano, Helinho anuncia sua aposentadoria das quadras

Um dos maiores jogadores da história do basquete francano anunciou sua aposentadoria das quadras. Trata-se do armador Hélio Rubens Garcia Filho, o Helinho, que comunicou a sua decisão através de uma carta de agradecimento publicada em sua perfil oficial no Facebook.

Em sua carreira de 25 anos, Helinho defendeu Franca em 18 temporadas, tendo conquistado sete títulos pela equipe da sua cidade natal. O atleta também defendeu Vasco e Uberlândia. No total, o armador conquistou 15 títulos em sua carreira.

Pela Seleção Brasileira, Helinho disputou duas Copas do Mundo (1998 na Grécia e 2002 nos Estado Unidos), foi campeão dos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg (Canadá) em 1999, campeão do Sul-Americano da Argentina também em 1999 e vice-campeão da Copa América de 2011, também realizada na Argentina.

Confira a carta de despedida de Helinho:

Confesso que estou com o coração apertado, porque depois de conversar muito com a minha família resolvi que vou parar de jogar basquete profissionalmente. Apesar disso, também estou muito feliz por olhar para trás e ver o quanto fui abençoado. Agradeço muito a Deus por ter tido uma carreira vitoriosa, mas, acima de tudo, pelo que o basquete me proporcionou e continuará proporcionando, como as amizades, viagens, o aprendizado nas vitórias e nas derrotas, o carinho das crianças, etc.

Gostaria de agradecer à minha família, Cris, Maitê, Luma, minha mãe, Bia e Ana Helena, por compreenderem minhas ausências e estarem ao meu lado em todos os momentos, me dando o apoio necessário para continuar trabalhando. Aos meus tios Totô e Fransérgio, por me inspirarem a estarem sempre buscando o melhor dentro das quadras.

Agradecer às torcidas e diretores de Franca, Vasco e Uberlândia, clubes que acreditaram no meu trabalho e nos quais tive a honra e o prazer de jogar.
Um agradecimento especial para os meus conterrâneos e minha cidade natal, Franca, onde desde que nasci tive o carinho e o apoio de todos aqueles que, assim como eu, são apaixonados pelo basquete.

Quero agradecer também à criançada. Sempre digo que o carinho delas é o melhor presente que eu poderia ganhar. Não poderia deixar de agradecer à imprensa que leva de forma séria tudo aquilo que passamos no nosso dia a dia.

E para finalizar, agradecer ao meu pai, que através do basquete me educou, disciplinou, motivou e mostrou o quanto é importante amar aquilo que a gente faz para estar sempre buscando superar as nossas próprias limitações.

Abraço carinhoso,

Helinho

(Foto: Newton Nogueira / Divulgação)



Jornalista com passagens pela Rádio K (Goiânia) e sites Portal MF e PlanetaSportivo. Atualmente é Apresentador e Comentarista da Rádio RDG Esportes (www.rdgesportes.com.br) e editor de esportes do Jornal O Regional.