Individualmente, mulheres se destacaram mais no tênis

5 Jun 1999: Steffi Graf of Germany celebrates victory with the trophy after the 1999 French Open Final match against Martina Hingis of Switzerland played at Roland Garros in Paris, France. The match finished with Steffi Graf of Germany clinching the title after a dramatic comeback 4-6, 7-5, 6-2. Mandatory Credit: Al Bello /Allsport

Embora o momento do tênis feminino não seja dos melhores, em comparação ao dos homens, as mulheres conseguiram feitos mais relevantes no esporte.

Até hoje, a alemã Steffi Graf (foto), esposa do ex-número 1 do ranking masculino Andre Agassi, foi a única tenista, entre homens e mulheres, que venceu todos os Grand Slams no mesmo ano e ainda conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos. A façanha de Graf aconteceu em 1988. A alemã venceu o Aberto da Austrália, Roland Garros, Wimbledon e o Aberto dos Estados Unidos, além do ouro na Olimpíada de Seul, na Coreia do Sul.

Outros atletas conquistaram ouro olímpico e os Grand Slams. Mas não em uma mesma temporada como Steffi Graf. E, se Graf foi a única tenista a vencer o chamado “Golden Slam Verdadeiro”, outras três mulheres também conseguiram feitos históricos.

Doris Hart, Margaret Jean Court e Martina Navratilova foram as únicas esportistas que conquistaram o chamado “boxed set”, isto é, os quatro Grand Slams jogando em torneios de simples, duplas e duplas mistas.

Em número de conquistas de Grand Slams, inclusive, as mulheres estão na frente. O recordista entre os homens é o suíço Roger Federer, com 17 troféus. Entre as mulheres, Margaret Jean Court conquistou 24 taças só em torneios de simples.

Crédito da foto: Getty Images



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.