Leandro, o maior lateral-direito da história do Flamengo

Leandro é considerado o melhor lateral da história do Fla

Atualmente, o Flamengo vive uma grave crise na lateral-direita, após uma década vendo a camisa 2 ser vestida brilhantemente por Leandro. A seleção brasileira, sobretudo após a goleada sofrida por 7 a 1 na Copa do Mundo de 2014, também passa por processo parecido, pois desde Cafu não tem um titular absoluta para a posição.

LEIA MAIS
Top 10: Confira os laterais-esquerdo mais valiosos do Brasileirão 2015
Pesquisa mostra quem são os melhores laterais do mundo; veja o ranking

Nascido e criado na Gávea, Leandro tinha tido que todo torcedor gosta: habilidade e identificação com o clube. Talentoso, os relatos sobre ele dizem que suas atuações não eram de um jogo de futebol, mas de um verdadeiro show, tamanha a elegância com a bola no pé.

Fora dele, Leandro também não era comum. Durante os preparativos para a Copa do Mundo de 1986, ele e Renato Gaúcho escaparam da concentração da seleção para curtir a noite de Minas Gerais, onde o grupo canarinho estava fazendo a preparação. No retorno, Leandro não conseguiu escalar o muro e, em solidariedade ao companheiro, Renato também permaneceu do lado de fora. Em seguida, Telê cortou Renato do grupo, mas manteve o nome de Leandro. Retribuindo o gesto de solidariedade, Leandro recusou-se a participar da Copa.

No cenário atual do futebol brasileiro, jogadores como Leandro estão em falta, logo, não é por acaso que lhe atribuem o título de o maior lateral-direito da história do Flamengo.