Marcelo Oliveira deve fazer algo inédito no Palmeiras contra a Ponte. Entenda!

César Greco/Ag. Palmeiras

Parece que, com apenas três jogos de experiência, Marcelo Oliveira encontrou o padrão de jogo ideal do Palmeiras, algo que Oswaldo de Oliveira não conseguiu em seis meses de trabalho. Calma, isso não é texto de opinião. Isso é comprovado por estatísticas. Em 35 jogos que o Alviverde disputou na temporada (contando Paulistão, Copa do Brasil, Brasileirão e dois amistosos de pré temporada), jamais o time titular foi mantido em três partidas consecutivas, façanha que Marcelo deve pôr em prática neste domingo, em Cuiabá, contra a Ponte Preta.

LEIA TAMBÉM:
Não conhece o Allianz Parque? Sinta a emoção de entrar no estádio do Palmeiras

Embora ainda veja falhas no time, o treinador gostou do que viu nas vitórias sobre o São Paulo (4 a 0) e a Chapecoense (2 a 0), algo inédito para o time até então no Brasileiro. Por isso crê que seja a hora perfeita para manter a base dos titulares novamente.

“O time está melhorando gradativamente em relação à produção. São dois jogos sem levar gol, apenas um cartão amarelo, e evoluímos na parte de finalização. O Palmeiras é o time que mais finaliza e o segundo que menos gol tomou. Isso nos anima e nos fortalece cada vez mais. Em relação ao time, estamos em fase de observação, mas a produção está boa e a gente tende a repetir o time”, citou Marcelo Oliveira na entrevista coletiva da última sexta-feira na Academia.

Os titulares ficaram na sala de musculação na última sexta respeitando uma nova orientação do clube visando a recuperação após as partidas, com equipamentos recém-adquiridos e um dia a mais de trabalho na parte interna da Academia.

Para a partida desse domingo, o Palmeiras não tem novos desfalques e deve ser escalado novamente com: Fernando Prass; Lucas, Victor Ramos, Vitor Hugo e Egídio; Gabriel e Arouca; Rafael Marques, Robinho e Dudu; Leandro Pereira.

football formations

 

Curtiu a matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.
Facebook: Matheus Martins Fontes.

Foto: César Greco/Ag. Palmeiras



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.