McGregor revela sonho de lutar boxe contra Floyd Mayweather

Reprodução/Twitter

O irlandês Conor McGregor ganhou fama não apenas pelo desempenho no octógono do UFC. O lutador também é conhecido pelo lado falastrão e pelas provocações. Adversário do americano Chad Mendes pelo título interino do peso pena (66kg) do UFC no próximo dia 11, em Las Vegas, nos Estados Unidos, McGregor revelou que gostaria enfrentar ninguém menos do que Floyd Maywether em uma luta de boxe.

LEIA MAIS:
Especial: O mau momento de grandes estrelas do UFC

“Eu certamente sei que ele não gostaria de entrar no meu mundo, o mundo do combate desarmado puro, onde não ná limitações. Mas eu aceitaria entrar no mundo dele e, certamente, o enfrentaria em uma luta de boxe, se a oportunidade surgisse”, falou McGregor em entrevista à TV americana TBS na última semana. “Quem não gostaria de dançar em volta do ringue por US$ 180 milhões?”, completou, referindo-se ao valor embolsado por Mayweather no combate contra o filipino Manny Pacquiao no dia 2 de maio.

McGregor estava escalado para disputar o cinturão linear dos pesos penas contra o brasileiro José Aldo no UFC 189. Mas Aldo sofreu uma lesão na costela e teve de ser retirado do card. Por essa razão, McGregor disputará o título interino contra Chad Mendes, número 1 no ranking da divisão até 66kg do UFC.

Em 19 lutas no MMA profissional, McGregor tem 17 vitórias e duas derrotas. Mayweather, por sua vez, não sabe o que é perder. Em sua carreira no boxe profissional, venceu todas as 48 lutas que disputou. Para tentar quebrar a hegemonia de “Money”, McGregor tem a receita: choque de estilos.

“Não há nenhuma luta real sobrando no boxe para o Mayweather. Depois da luta contra o Manny, não há mais uma grande luta para ele. Se você está procurando uma luta que possa gerar interesse, deveria fazê-la em um casamento de diferentes estilos. Eu já disse isso antes, não acredito que o boxe seja o estilo de luta que derrotaria o Floyd. Mas, dito isso, há muitas formas de luta que poderiam derrotá-lo. Então, se isso realmente acontecesse, eu certamente o liquidaria”, completou.

Crédito da foto: Reprodução/Twitter



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.