“Novato” na Indy500, Alex Zanardi quer disputar prova centenária em 2016

O italiano Alessandro Zanardi nunca correu as 500 Milhas de Indianapolis, por divergência entre IRL e CART. Mas seu sonho pode se realizar em 2016, quando a prova chega em sua centésima edição

Alessandro Zanardi é um daqueles pilotos que não precisam provar nada pra ninguém. Multi-campeão nos tempos de CART, não teve a oportunidade de participar da tradicional 500 Milhas de Indianapolis, ou ‘Indy500’, como a maioria gosta de chamar. Mas pode ter uma chance em 2016, quando a prova chega em sua centésima edição.

LEIA MAIS:
Punição tira Cacá Bueno da etapa de Curitiba da Stock Car
Em volta às pistas, bicampeão da MotoGP sofre grave acidente nas 8h de Suzuka; veja

Em entrevista ao site Autosport, Zanardi afirmou que tem interesse em disputar a prova, que vai acontecer no dia 29 de maio. O italiano afirmou que não vai ficar triste se não disputar a prova, mas seria uma realização para ele.

“Eu não vou ser um velho insatisfeito se isso não acontecer, mas adoraria fazer as 500 Milhas de Indianápolis se a chance certa aparecer”, destacou o italiano, que pode correr a prova pela equipe de seu ex-colega dos tempos de Chip Ganassi, o norte-americano Jimmy Vasser, que comanda a equipe KV Racing. Foi com esta equipe que o brasileiro Tony Kanaan venceu a edição de 2013 das 500 Milhas de Indianapolis.

“Foi oferecida a chance de correr por um amigo meu, que é Jimmy Vasser. Mas nós nunca entramos em detalhes para ver o que precisamos para seguir em frente e fazer isso”, destacou Zanardi.

A KV atualmente tem dois pilotos com rodagem no automobilismo europeu: O francês Sebastian Bourdais, que foi piloto da Toro Rosso na F1 e o monegasco Stefano Coletti, que chegou nesta temporada após boas temporadas na GP2.

Brigas internas não deixaram Zanardi correr em Indianapolis

O grande motivo que fez com que Zanardi nunca colocasse os pés em Indianapolis passa por escritórios e salas de reuniões.

Na época que Zanardi era um dos principais pilotos do Automobilismo Norte-Americano, entre 1996 e 1998, a CART e a IRL viviam em rota de colisão, a ponto da CART não autorizar seus pilotos a disputarem a clássica prova de Indianapolis. Isto se manteve até o fatídico término da CART, no início de 2008, quando as duas categorias se resolveram e puderam disputar juntas.

Zanardi esteve afastado do Automobilismo desde o acidente em Lausitzring em 2001, acidente este que lhe foram amputadas as duas pernas. Desde então, Zanardi se dedicou ao handbike – categoria de ciclismo para deficientes.

Assim como no Automobilismo, Zanardi se tornou uma referência a ponto de ser campeão paralímpico em 2012. O foco do italiano também é a busca pelo bi-campeonato paralímpico, ano que vem, no Rio de Janeiro.

Crédito da foto: divulgação/alex-zanardi.com



Jornalista de 29 anos, com passagens em diversos sites como UOL Esporte, Trivela, Fanáticos por Futebol, Doentes por Futebol e revistas como IstoÉ 2016. Atualmente, é comentarista na Rádio Trianon 740AM SP.