Opinião: Celso Roth deve ser demitido do Vasco hoje

Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

A passagem de Celso Roth à frente do Vasco da Gama deve chegar ao seu fim neste quinta-feira (30). O motivo: NADA, isso mesmo, apesar de tudo o que ele faça, o time não muda em NADA. Com 8 jogos a frente da equipe, o time parou de empatar, como ocorria na era Doriva, e até venceu, como não acontecia, mas as derrotas frequentes mostram que a salvação não virá com ele.

LEIA MAIS:
Fisioterapeuta do Vasco atende Ronda Rusey no Rio de Janeiro
Torcedores zoam gol perdido por Herrera em vídeo; assista
Em tom de brincadeira, atriz Camila Pitanga pede vaga no time do Vasco
Empresário de Martin Silva detona Celso Roth: “Covarde”

Nos bastidores, fala-se que o treinador perdeu o comando do grupo. A polêmica em torno de Martin Silva parece ser a ponta de um iceberg de confusões sem igual, de tal modo que sua permanência é inviável. Sem apresentar métodos de trabalho revolucionários e, muitos menos, novidades táticas, Celso Roth manteve o Vasco na mesma situação em que o pegou: na Zona de Rebaixamento.

Não foi ele quem montou o elenco e muito menos quem solicitou os reforços que chegaram, contudo, esse é o time que ele tem na mão e, como é considerado um treinador-bombeiro, deve apagar o incêndio que está em sua frente. Entretanto, não consegue fazer isso e se vê sem ação diante do pior.

A queda do Vasco para a Série B ainda pode ser evitada, mas é preciso  que jogadores e diretoria tomem atitudes radicais, ou melhor, que façam tudo ao contrário do que têm feito no Campeonato Brasileiro. O primeiro passo, sem dúvidas, passa pela demissão de Celso Roth nesta quinta-feira (30).

A escolha de seu substituto, é bom lembrar, é o segundo passo nessa arrancada. Não é preciso inventar, mas também não se pode apostar em nomes que já deram errados em tempos pretéritos. O Vasco foi rebaixado duas vezes, portanto, quaisquer um dos treinadores que estiveram no Gigante da Colina nessas campanhas, estão vetados.

Foto: Paulo Fernandes/Vasco