Palmeiras 1970 – a imbatível Segunda Academia

Palmeiras
Crédito de imagem: Reprodução/Twitter

Liderada por Dudu e Ademir da Guia, a chamada Segunda Academia palmeirense entrou para a história do futebol brasileiro.

LEIA MAIS:
Palmeiras está no G4 e tem 5 motivos para ser considerado favorito ao título

Já parou para pensar por que o torcedor palmeirense é tão exigente? Por que no Palmeiras nada está bom mesmo quando se está ótimo? Por que palmeirense é considerado o torcedor mais corneta do Brasil? A resposta talvez esteja em sua própria história. No Palmeiras não basta vencer, tem de jogar bem. Não basta golear, tem de convencer. O Palmeiras historicamente não é feito somente de títulos, mas sim de futebol bonito.

A segunda Academia, liderada pelo “Divino” Ademir da Guia e pelo rei do desarme, Dudu, encantou o futebol brasileiro na década de 1970. A dupla é apenas exemplo do que era aquele time: simples, eficiente e preciso, sem deixar a elegância de lado.

Curiosamente, Dudu e Ademir foram os dois únicos presentes tanto na primeira Academia (1960) quanto na segunda. O Palmeiras acostumou o seu torcedor a sonhar, a se dar ao luxo de vencer, convencer e encantar. Assistir a uma partida palmeirense era considerado uma verdadeira aula de futebol, com técnica e requinte que superavam até mesmo a Academia anterior.

De 1972 a 1976 passaram pela Segunda Academia jogadores de renome como o goleiro Leão, o zagueiro Luís Pereira e o meio-campista Leivinha. Sem sombra de dúvidas a melhor equipe do futebol brasileiro na época, o Palmeiras era o time a ser batido. Nesse período foram conquistados dois Campeonatos Brasileiros e três Campeonatos Paulistas.

1972 foi o ano que o clube de Parque Antarctica ganhou absolutamente tudo o que disputou, e com o bônus de ter conquistado o Paulistão sem sofrer uma derrota sequer. Técnico e forte fisicamente, o Palmeiras sofria pouco com lesões de seus jogadores, e mantinha com facilidade o topo do futebol brasileiro.

Sob o comando de Oswaldo Brandão, o time tornou-se imbatível, com titulares absolutos: Emerson Leão, Eurico, Alfredo e Zeca; Dudu e Ademir da Guia; Leivinha, Ronaldo, Edu Bala, César Maluco e Nei. Não é à toa que o esquadrão da Segunda Academia ainda esteja na ponta da língua de muitos palmeirenses.

Confira alguns lances da perfeição chamada Segunda Academia:

 

CRÉDITO DA FOTO: Reprodução Twitter Ademir da Guia

 



Jornalista | Escritora Há 10 anos dedicando-se ao meio esportivo, com enfoque em mídias sociais e produções audiovisuais. Autora do site Guia dos Esportes - Conhecendo o mundo através do esporte, especialista de conteúdo da Seconds Entretenimento Esportivo, colunista dos sites Autoracing (F1), repórter e colunista do Portal Rackets (tênis).