Palmeiras faz reunião com sócios para explicar taxa, mas não convoca maioria

Na noite desta quarta-feira, membros da diretoria do Palmeiras fizeram reunião no clube para explicar a taxa de reinstalação.

LEIA MAIS:
Opinião: Palmeiras tem finalmente um grupo capaz de reagir

A taxa, que já gerou muita polêmica, foi imposta pelo presidente Paulo Nobre e pelo COF (Conselho de Orientação e Fiscalização) para equipar dois prédios do Allianz Parque construídos pela WTorre.

O curioso é que na época que os sócios votaram “sim” em Assembléia geral, concedendo o terreno para a construtora, o clube enviou comunicação para os associados confirmando que não existiria nenhum tipo de cobrança no futuro.

Quem tem título familiar vai pagar mais R$ 88,00 por 18 meses. Quem tem individual, R$ 55,00 pelo mesmo período de tempo. Membros do CD (Conselho Deliberativo) não tiveram nem condição de debater. Há cerca de um mês, uma reunião pedida pelo atual presidente serviu apenas para informar a imposição da taxa.

Nesta quarta-feira, um grupo de 150 sócios, que já estavam no clube, presenciaram uma reunião para explicação do novo valor no boleto. Em nenhum momento foi enviado uma comunicação para os mais de 10 mil associados do clube.

Alguns conselheiros já estão reunindo assinaturas para entrar com pedido de exclusão da cobrança. Cerca de 800 assinaturas já foram colhidas.



Thiago Gomes é Administrador de Empresas. Trabalha com estratégias digitais e consultoria de e-commerce. É palmeirense e um apreciador do futebol, tanto nacional quanto internacional. Escreve para site esportivo desde 1996.