Público no Brasileirão aumenta, mas média nacional ainda é inferior a MLS

Recentemente um notável aumento do número de espectadores nas partidas do Campeonato Brasileiro vem sendo comemorado com entusiasmo por diversos setores da mídia e também pelos próprio clubes.

LEIA MAIS:
Participações de Kaká e de Villa fazem média de público da MLS aumentar em menos de um ano

A inauguração de diversas novas arenas, uma campanha cada vez mais efetiva dos clubes promovendo a ampliação dos planos de sócios torcedores e um campeonato até aqui, mais empolgante e equilibrado que as últimas edições são, certamente, alguns dos motivos que explicam o comparecimento em massa do público, que vem fazendo sua parte fora das quatro linhas, colorindo os estádios brasileiros.

Apesar da ainda tímida média de 16.068 torcedores por partida, se observarmos apenas as duas últimas rodadas constataremos que esse número quase que dobrou, uma vez que a média nos estádios tupiniquins nas 14ª e 15ª rodadas do Brasileirão bateu o patamar dos 30 mil torcedores por partida.

Números interessantes, e dignos de comemoração, é verdade. Entretanto, o “país do futebol” ainda ficaria atrás das médias da Premier League (Inglaterra) com pouco mais de 36 mil torcedores por jogo e da Bundesliga (Alemanha), que ostenta a marca de impressionantes 43.167 fanáticos a cada rodada.

Agora, se compararmos os atuais 16 mil de média ou ainda o número do Campeonato Brasileiro de 2014 (15.749) veremos o quão esvaziado ainda são nossos estádios. Pra se ter uma ideia, na temporada 2014 da MLS, liga de futebol dos Estados Unidos, onde o esporte passa longe de ser paixão nacional, as arenas yankees registraram média de honrosos 19.147 torcedores na temporada regular da competição.

Sim! O futebol na terra do Tio Sam tem médias de público melhores que as nossas. Falando em Estados Unidos, quando se observa o número de torcedores que compareceram aos ginásios da NBA (obviamente com capacidades bem inferiores aos estádios brasileiros), nota-se que das 30 franquias que disputaram a Liga de Basquete na temporada 2014-2015 nada menos que 22 possuem uma média de público superior ao atual número nos gramados brazucas.

Quando o assunto é apenas futebol, não são apenas os EUA que surpreendem e ficam acima do Brasil no ranking de torcida. O campeonato brasileiro atualmente perde em média de público para alguns campeonatos nacionais, digamos, “peculiares”, como o mexicano, o japonês, o chinês e para a segunda divisão do futebol inglês e alemão.

A elite do futebol alemão, aliás, que lidera o ranking das maiores médias do mundo só não cresce mais, literalmente por falta de espaço. Uma vez que na Terra da cerveja, a ocupaçao média das arquibancadas é próxima da totalidade, são 98% dos assentos ocupados. Enquanto isso do outro lado dos 7 a 1, a média canarinho atualmente é de 37% de ocupação.

Ou seja, há ainda muito caminho pela frente para a torcida e principalmente o futebol brasileiro recuperar o seu prestígio. E espera-se que esse recente crescimento no movimento das bilheterias do Campeonato Brasileiro, não seja um fenômeno passageiro.

Foto: César Greco/Ag. Palmeiras



Santista fanático, fã de basquete e do futebol bem jogado é amante das transmissões esportivas de rádio. Estudante de economia, escreve por esporte, pelo esporte e para o esporte. danieltozzi08@hotmail.com