Relembre os três confrontos decisivos entre EUA e Japão na história do futebol feminino

Relembre os três confrontos decisivos entre EUA e Japão na história do futebol feminino - Foto: Getty Images

Domingo (05), Estados Unidos e Japão se enfrentarão mais uma vez em uma final de Copa do Mundo Feminina de Futebol. Será a primeira reedição de uma decisão de Mundial Feminino e a terceira vez que os dois times duelam uma final de um grande torneio. A última vez foi nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. 

LEIA MAIS
Fifa divulga concorrentes ao prêmio de craque jovem da Copa do Mundo Feminina
Copa do Mundo Feminina: Com gol contra no fim, Japão vence Inglaterra e fará final de 2011
 

De um lado as japonesas buscam seu segundo título mundial seguido. O único time a conseguir isso foi a Alemanha em 2003 e 2007. Do outro, as norte-americanas querem desempatar o número de vitórias em Copas com as alemãs e ser o primeiro país a ser tricampeão mundial no futebol feminino.

A última vez que as norte-americanas venceram uma Copa do Mundo foi em 1999 e contra uma equipe asiática. Naquele ano, elas bateram as chinesas nos pênaltis, ao fazer 5 a 4. Coincidência ou não, foram nas cobranças que os EUA perderam para as japonesas, em 2011, na Copa do Mundo, na Alemanha, depois de empatar em 2 a 2 na prorrogação.

Nessa final, a goleira japonesa Kaihori foi uma das estrelas, ao defender as cobranças de Shannon Boxx e Tobin Heath, nos pênaltis. Enquanto a meio campo, Carli Lloyd isolou a bola. Já o destaque norte-americano ficou com a goleira Hope Solo que defendeu a cobrança de Nagasato.

Este ano, na semifinal, a mesma jogadora que isolou a bola na final da Copa de 2011 foi quem ajudou o time a vencer as bicampeãs alemãs. Foi Lloyd que abriu o placar do jogo, com 1 a 0, em cobrança de pênalti, e também deu o passe decisivo a O’Hara marcar e levar os EUA para sua segunda final consecutiva.

A última vez que EUA e Japão se enfrentarão em importante torneio mundial não foi em 2011, mas em 2012. Elas duelaram na pelo ouro nas Olimpíadas de Londres e quem levou a melhor foram as norte-americanas com dois gols da meia Lloyd, do 2 a 1.

Com uma vitória para casa lado nos dois confrontos anteriores, fica difícil saber quem é a favorita. Afinal, ambos times vêm de grandes jogos nessa Copa do Mundo Feminina.

Foto: Getty Images



Jornalista pós-graduada em jornalismo esportivo e apaixonada pelo basquete desde os 11 anos de idade, independente do campeonato e da nacionalidade.