Saiba 5 razões para o Palmeiras se preocupar com o jogo contra a Ponte

César Greco/Ag. Palmeiras

Após duas vitórias seguidas, o Palmeiras quer manter o embalo para entrar na briga pelas primeiras posições do Campeonato Brasileiro. No próximo domingo, o time de Marcelo Oliveira encara a mandante Ponte Preta, que transferiu o duelo para a Arena Pantanal, em Cuiabá. Não adianta mais falar aquela história de pontos fáceis contra “time pequeno”, porque a Macaca está mostrando um futebol bem consistente neste ano, inclusive com vitória sobre o Verdão.

LEIA TAMBÉM:
Opinião: Adidas, é você quem precisa do Palmeiras, então mais respeito por favor
Vídeo: Veja que destaque os jornais deram para a vitória do Palmeiras
Palmeiras pode perder Prass, Aranha e Zé Roberto de graça
Gabriel Jesus diz que pode render mais no Palmeiras como ponta

Por isso, o Torcedores.com mostra cinco motivos para o Palmeiras se preocupar bastante contra o próximo adversário no Brasileiro. Acompanhe!

1) Primeiro algoz no ano
Em 2015, o Palmeiras sofreu a primeira derrota exatamente para a Macaca, por 1 a 0 no Allianz Parque pela segunda rodada do Campeonato Paulista.

2) Macaca entrosada
À época, pensava-se que o resultado poderia ser encarado como grande tropeço do Verdão, porém a Ponte mostrou ao longo da competição que seria uma das equipes mais entrosadas do futebol brasileiro, tanto que mantém o técnico Guto Ferreira no comando há quase um ano no cargo.

3) Melhor na tabela
No Brasileirão, a Ponte está à frente do Palmeiras. Em 10 jogos, a Macaca tem 16 pontos conquistados, em 8º lugar da classificação, uma posição acima do seu próximo adversário.

4) Macaca travessa
A Ponte tem o histórico de complicar a vida dos demais grandes de São Paulo até aqui no Brasileirão. Na última quinta-feira, os campineiros foram derrotados por 2 a 0 pelo Corinthians, na Arena Itaquera, mas tiveram, ao menos, três chances de gol quando o placar ainda estava 1 a 0. Nas rodadas anteriores, a Ponte venceu o São Paulo por 1 a 0 em Campinas e empatou em 2 a 2 contra o Santos na Vila Belmiro.

5) “Espiões”
Para completar, o time do interior conta com dois ex-atletas do Alviverde no elenco de 2015. Preteridos na Academia, o zagueiro Tiago Alves e o volante Josimar são titulares de Guto Ferreira, que ainda conta com a experiência de Borges, que já enfrentou anteriormente o Palmeiras quando atuava por Santos e São Paulo. Renato Cajá e Biro Biro, grandes destaques da Macaca, não jogam: o primeiro pelo terceiro cartão amarelo, e Biro-Biro sentiu uma distensão na coxa.

Curtiu a matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.
Facebook: Matheus Martins Fontes.

Foto: César Greco/Ag. Palmeiras



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.