Santos é denunciado por atraso de salários

SANTOS, BRAZIL - APRIL 20: Fans of Santos cheers for their team during the match between Santos and Sport Recife for the Brazilian Series A 2014 at Vila Belmiro stadium on April 20, 2014 in Santos, Brazil. (Photo by Alexandre Schneider/Getty Images)

Depois da divulgação do regulamento do Campeonato Brasileiro pela CBF no inicio do ano, aconteceu nos últimos dias a primeira denúncia formal sobre atraso de salários de jogadores, assegurada pelo artigo 18 do Regulamento Específico da Competição Campeonato Brasileiro da Série A 2015.

A vítima, ou o réu, foi o Santos Futebol Clube. O artigo prevê que o clube esportivo que se encontrar em inadimplência com algum jogador por no mínimo 30 dias, e havendo uma denúncia formal ao STJD pelo atleta profissional ou por algum advogado que o represente ou ainda pelo sindicato dos jogadores, caberá a punição de perda de três pontos por cada partida disputada no período em for constatado o atraso.

Havendo a comprovação da dívida, o STJD concede ainda o prazo de 15 dias para que o saldo seja quitado, evitando a punição supracitada.

Depois de implementada essa norma no regulamento da CBF, não se soube de nenhum clube que tenha sido acionado pelo atraso de salário de algum jogador profissional. Problema esse que é muito recorrente nos times brasileiros.

O Santos FC reconheceu o débito referente a um mês de salário em regime CLT e dois, de direitos de imagens. Porém deu a situação como resolvida.Representantes da entidade se reuniram com os representantes sindicais para tentar uma solução e foi afirmado que o débito será quitado.

O fato é que, no próximo dia 5, o alvinegro entrará no segundo mês de atraso em relação a remuneração de seus atletas e isso pode complicar um pouco a situação do peixe. Esse mal-estar não é de hoje.

Na temporada passada, o clube fechou o ano com ma dívida de quatro meses por atrasar os pagamentos, levando quatro de seus atletas – Aranha, Arouca, Leandro Damião e Mena – a acionarem judicialmente o Santos FC. O presidente Modesto Roma Jr., que assumiu o cargo nesse ano, pagou os débitos desses jogadores.

De antemão, é direito do profissional que receba sua remuneração acordada em contrato. Seu trabalho deve ser pago em dia.

Mas será que essa atitude é totalmente positiva?

O nome do jogador que fez a denúncia não foi revelado, em razão de que esse fosse preservado. No entanto,obviamente essa informação não ficou oculta nos vestiários do peixe.

Essa ação pode ter consequências negativas, visto que em caso de perda dos pontos no campeonato, o time – que já está brigando no Z4 – pode ser rebaixado inevitavelmente. Além disso, os jogadores que não estiverem de acordo com a postura adotada pelo anônimo denunciante podem não se agradar disso, gerando um racha na equipe.

A medida da CBF visa evitar a grande inadimplência que ocorre nos clubes brasileiros. Talvez esse seja um dos caminhos para chegar a tão comentada e reinvindicada renovação do esporte no país. Mas quase ninguém está pronto para isso.
O esporte que é extremamente ligado a emoção e a paixão de seus seguidores não admite rebaixamentos, perdas fincanceiras e outros resultados negativos.



Escrevo por paixão. Amo futebol, tenho carinho por vôlei e flerto com o basquete de vez em quando.