“Senna não tinha de ouvir essa merda”, Vettel em reação às declarações de Ecclestone

Getty Images

“Infelizmente, não sou parte daquela geração, como Senna, Prost, Piquet e Lauda, que não tinham de ouvir essa merda”, disse Sebastian Vettel em reação às declarações de Bernie Ecclestone, o manda-chuva da F1, sobre o quanto pilotos como ele e Nico Rosberg não colaboram para a promoção da categoria.

Mais uma vez, o tetracampeão do mundo, Sebastian Vettel, não ficou quieto e rebateu na mesma moeda as críticas de Bernie Ecclestone. O dirigente declarou que o piloto da Ferrari, assim como o vice-líder do campeonato, Nico Rosberg não “são rock ‘n’ roll para o meu negócio”, no que diz respeito à promoção da F1.

Após ter dito que Ecclestone “é velho o bastante para dizer o que quiser”, o piloto alemão declarou em entrevista ao site Daily Mail que infelizmente não fazia parte de uma geração que não tinha de ouvir esse tipo de coisa. “Se você dissesse a eles o que fazer, eles responderiam com um ‘foda-se'”, disse Vettel.

Vettel ainda lembrou do ex-piloto e seu ídolo, Michael Schumacher, que sofreu um acidente de ski em dezembro de 2013, “Michael não está aqui conosco da maneira que poderia estar”, disse. “Eu fico pra baixo com isso. Ele era um herói de infância, e então eu pude conhecê-lo pessoalmente”, finalizou o piloto.

Na temporada 2015, Sebastian Vettel é o atual terceiro colocado no campeonato, com 120 pontos, seguido pelo seu companheiro de equipe, Kimi Raikkonen, com apenas 72.

Crédito da foto: Getty Images



Jornalista | Escritora Há 10 anos dedicando-se ao meio esportivo, com enfoque em mídias sociais e produções audiovisuais. Autora do site Guia dos Esportes - Conhecendo o mundo através do esporte, especialista de conteúdo da Seconds Entretenimento Esportivo, colunista dos sites Autoracing (F1), repórter e colunista do Portal Rackets (tênis).