Sequência de jogos difíceis será a prova de fogo para o Grêmio no Brasileirão

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

O Grêmio chegou a emendar uma série de cinco vitórias seguidas e assumiu a vice-liderança do Campeonato Brasileiro na 11ª rodada, após bater o Santos (3 a 1). No entanto, nas últimas quatro rodadas, a equipe perdeu o embalo, somando apenas quatro pontos, assim saindo do G-4. É a sexta colocada.

LEIA MAIS:
Novo camisa 13 do Grêmio, Bobô acredita que possa ter condições de jogar o Gre-Nal
O início promissor de Pedro Rocha como profissional do Grêmio

Para voltar ao pelotão de elite, o Tricolor precisará passar incólume por uma sequência de jogos complicados. No próximo sábado, o compromisso é contra o Fluminense (7º), no Maracanã. No fim de semana seguinte, joga o clássico contra o Inter, na Arena e depois, na quinta-feira (13 de agosto), pega o líder Atlético-MG, no Independência. Apenas na última rodada do primeiro turno tem pela frente um adversário teoricamente mais fácil: o lanterna Joinville, dentro de casa.

“As quatro partidas que restam no primeiro turno são tão decisivas quanto as outras. Não podemos deixar que a distância para os líderes aumente”, pediu Roger.

“A sequência é ruim, mas todos os jogos são iguais. Não tem mais bobo no futebol. O Sport vendeu caro o empate para nós. O Fluminense é difícil. O Gre-Nal e o Atlético-MG também. Se é para ganhar, vamos tentar ganhar todos”, analisou o diretor de futebol, César Pacheco durante entrevista coletiva no último sábado.

Caso tenha um bom aproveitamento de pontos até o final do turno, o Grêmio se manterá na briga pelo menos por uma vaga na Copa Libertadores. Agora, se não tiver um bom desempenho, a desconfiança da torcida aumentará e equipe, muito provavelmente, vai passar mais um ano em branco na competição.

foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

 



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)